Universitários criam rifa para sortear noite de sexo

Alunos de uma universidade particular de Maceió criaram uma rifa, nas redes sociais, para sortear uma noite de prazer com uma acompanhante; estratégia dos organizadores é utilizar o dinheiro arrecadado para amortizar os gastos com a formatura; fato está causando polêmica, inclusive com pedidos para que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) investigue o caso

Alunos de uma universidade particular de Maceió criaram uma rifa, nas redes sociais, para sortear uma noite de prazer com uma acompanhante; estratégia dos organizadores é utilizar o dinheiro arrecadado para amortizar os gastos com a formatura; fato está causando polêmica, inclusive com pedidos para que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) investigue o caso
Alunos de uma universidade particular de Maceió criaram uma rifa, nas redes sociais, para sortear uma noite de prazer com uma acompanhante; estratégia dos organizadores é utilizar o dinheiro arrecadado para amortizar os gastos com a formatura; fato está causando polêmica, inclusive com pedidos para que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) investigue o caso (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Supostos alunos de um curso de Engenharia de uma faculdade particular de Maceió estão rifando, por meio das redes sociais, uma noite de prazer com uma acompanhante de luxo. A ideia deles é utilizar o dinheiro arrecadado para pagar a festa de formatura. O ganhador teria o direito de acessar um famoso site de acompanhante de Maceió e escolher a garota. A divulgação da rifa e toda mobilização são alvos de diversas críticas em fóruns de discussão digital. 

Nas redes sociais, muitos usuários classificaram como "absurda" a proposta dos estudantes e pedem punição para os universitários que estariam envolvidos na referida venda de cunho sexual, inclusive, com uma investigação por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP). 

No texto da rifa que circula em grupos de Whatsapp, o ganhador tem a possibilidade de escolher uma garota que valha até R$ 300 ou pode optar ganhar R$ 200 em mãos. 

"Complicado achar que esse tipo de pessoas que estão organizando essa rifa vão ser os profissionais que irão atuar em nossa sociedade já tão adoecida pelo machismo e pelas as desigualdades! Lamentável", reagiu a internauta Paula Simony. "Essa rifa é um culto à prostituição. Joga água no moinho da desumanidade. É totalmente errado naturalizar isso", criticou Magno Francisco.  

Nos perfis ligados aos universitários, há diversas solicitações de internautas interessados na acompanhante de luxo. De acordo com o delegado da Polícia Civil de Alagoas Acássio Junior, as características desse fato podem ser enquadradas como crime de exploração sexual no artigo 230, podendo resultar na reclusão de um a quatro anos dos responsáveis pela venda e/ou promoção. 

Os responsáveis pela rifa prometem o sorteio da acompanhante de luxo para o dia 16/06. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247