Valcke mostra confiança na aprovação da Lei da Copa

Em sua coluna no site oficial da Fifa, publicada nesta sexta-feira, Valcke apontou que a crise com o governo brasileiro que vinha desencadeando em uma srie de desentendimentos, foi finalmente encerrada

Valcke mostra confiança na aprovação da Lei da Copa
Valcke mostra confiança na aprovação da Lei da Copa (Foto: PEDRO LADEIRA/AGÊNCIA ESTADO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, mostrou nesta sexta-feira confiança de que os impasses sobre a Lei Geral da Copa foram finalmente resolvidos, acreditando que a legislação, considerada fundamental para a realização do Mundial de 2014, será aprovada pelo Congresso Nacional nos moldes desejados. Segundo ele, tudo foi acertado em sua recente viagem ao Brasil, no começo desta semana, quando chegou, inclusive, a participar de uma audiência pública na Câmara dos Deputados para explicar as demandas da entidade.

Em sua coluna no site oficial da Fifa, publicada nesta sexta-feira, Valcke apontou que a crise com o governo brasileiro que vinha desencadeando em uma série de desentendimentos, foi finalmente encerrada. "A recente conversa que tive com a presidente Dilma Rousseff, o novo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o deputado Vicente Cândido (relator da Lei Geral da Copa me deixou convencido de que chegamos a um entendimento comum sobre aquilo que é necessário para fazer da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014 um sucesso absoluto", escreveu o dirigente.

As discordâncias entre a Fifa e o governo brasileiro iam desde a venda de ingressos de meia-entrada, que a entidade refutava em aceitar, até o comércio de bebidas alcoólicas nos estádios, que é proibido em muitas partes do Brasil. Durante a visita ao País, Valcke ainda cobrou agilidade nas obras de mobilidade urbana, chegando a criticar diretamente o trânsito da cidade de São Paulo.

Em sua coluna, o secretário-geral voltou a garantir que as exigências feitas ao Brasil são iguais às de outras edições da Copa do Mundo. "Volto a dizer que os requisitos gerais que a Fifa solicitou ao Brasil, antes de sua nomeação como sede, são os mesmos dos Mundiais anteriores. Não estamos solicitando nada além do que pedimos para a Alemanha ou a África do Sul, nem o que faremos para a Rússia e o Catar. Os requisitos tampouco vão além do que o governo brasileiro concordou em atender quando recebeu o direito de organizar o torneio em 2007", defendeu Valcke.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email