Varejo cresce na RMR

O varejo da Região Metropolitana do Recife (RMR) cresceu 4,18% em relação a fevereiro; segundo levantamento do Centro de Pesquisas do Instituto Fecomércio de Pernambuco, tanto na comparação com março do ano passado quanto no acumulado do ano, o crescimento não diferiu muito do resultado mensal, tendo se aproximado de 4,5%

Varejo cresce na RMR
Varejo cresce na RMR

PE247 - O varejo da Região Metropolitana do Recife (RMR) cresceu 4,18% em relação a fevereiro. Segundo levantamento do Centro de Pesquisas do Instituto Fecomércio de Pernambuco, tanto na comparação com março do ano passado quanto no acumulado do ano, o crescimento não diferiu muito do resultado mensal, tendo se aproximado de 4,5%.

Dos cinco segmentos varejistas acompanhados mensalmente pelo Instituto Fecomércio, somente o de Bens de Consumo Duráveis diminuiu o faturamento na comparação com fevereiro, com 50% aproximadamente, nas vendas das livrarias e papelarias, associado ao ciclo sazonal do ramo, que apresenta forte crescimento nos dois primeiros meses do ano.

Conforme a pesquisa, um ramo que se destacou foi o de farmácias e perfumarias, que registraram aumentos de 9,40% no mês e de quase 15% de janeiro a março. Outro que cresceu foi o de Materiais de Construção, com incremento de 13,89% no mês e de 13,47% no acumulado de 2013. “A esse crescimento deve ser creditado uma forte influência sobre os resultados apresentados, devido ao seu peso na pesquisa e no comportamento consistentemente positivo já observado por um longo período”, declara o consultor da Fecomércio, José Fernandes de Menezes.  

O economista explica que os incentivos do Governo Federal foram o principal motivo pelo crescimento no ramo. “O seu desempenho destacado está associado a uma política de desoneração implementada pelo governo para incentivar a construção civil e ao aumento da renda que tem se refletido no maior número de reformas e de ampliações das residências”, esclareceu.

Segundo a Fecomérico, o resultado de março demonstra a retomada do crescimento da atividade do comércio na RMR. Porém, vale ressaltar que no mês passado houve um número maior de dias úteis do que em fevereiro, quando houve os festejos carnavalescos.

O aumento salarial também é outro fator que explica o aumento nas vendas o varejo no Grande Recife. Com base em pesquisa divulgada pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas (Condepe/Fidem), em parceria Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), há uma semana, o rendimento médio na Região Metropolitana havia aumentado em fevereiro no comparativo com março, ao passar de R$ 1.183 para R$ 1.208, o que representou uma alta de 2,1%.

De acordo com a Fecomércio, 2013 deverá ser um ano bem mais favorável ao comércio varejista na RMR do que 2012, quando houve um crescimento de 4%. “O comportamento recente da renda e do emprego, assim como o do aumento do crédito e das expectativas dos consumidores embasam essa tendência, que ao ser realizada no final do ano estará dando continuidade ao longo ciclo de crescimento iniciado em 2004, o qual não foi interrompido mesmo em 2009, quando as dificuldades decorrentes da crise financeira internacional levou ao decrescimento do PIB (Produto Interno Bruto) nacional”, diz a entidade.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247