Vecci acredita na queda de Eduardo Cunha

Deputado aponta que a queda do presidente da Câmara dos Deputados é iminente e que Eduardo Cunha irá cair "mais ou mais tarde"; “Ele tem muito poder, muita capacidade de gestão da Câmara, mas ante os fatos apresentados contra ele, mais cedo ou mais tarde, vai sair”, afirmou ao jornal Opção; ex-secretário do governo Marconi Perillo lembrou a gravidade das acusações; "Infelizmente as questões levantadas são cada vez mais concretas. E isso significa uma Câmara fragilizada", setencia

Deputado aponta que a queda do presidente da Câmara dos Deputados é iminente e que Eduardo Cunha irá cair "mais ou mais tarde"; “Ele tem muito poder, muita capacidade de gestão da Câmara, mas ante os fatos apresentados contra ele, mais cedo ou mais tarde, vai sair”, afirmou ao jornal Opção; ex-secretário do governo Marconi Perillo lembrou a gravidade das acusações; "Infelizmente as questões levantadas são cada vez mais concretas. E isso significa uma Câmara fragilizada", setencia
Deputado aponta que a queda do presidente da Câmara dos Deputados é iminente e que Eduardo Cunha irá cair "mais ou mais tarde"; “Ele tem muito poder, muita capacidade de gestão da Câmara, mas ante os fatos apresentados contra ele, mais cedo ou mais tarde, vai sair”, afirmou ao jornal Opção; ex-secretário do governo Marconi Perillo lembrou a gravidade das acusações; "Infelizmente as questões levantadas são cada vez mais concretas. E isso significa uma Câmara fragilizada", setencia (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB) não acredita na permanência do presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Câmara dos Deputados. Para ele, a queda do parlamentar é iminente e que ele irá cair "mais ou mais tarde". “Ele tem muito poder, muita capacidade de gestão da Câmara, mas ante os fatos apresentados contra ele, mais cedo ou mais tarde, vai sair”, explicou para o jornal Opção.

O ex-secretário do governo Marconi Perillo lembrou a gravidade das acusações. "Infelizmente as questões levantadas são cada vez mais concretas. E isso significa uma Câmara fragilizada", setencia.

Questionado ao jornal Opção sobre o que o presidente diz aos deputados nos bastidores, Vecci afirmou que ele pede direito de resposta e insiste que “as acusações não chegaram, formalmente, a suas mãos”.

Eduardo Cunha é acusado de ser titular de quatro contas na Suiça. Em uma, segundo informou o MP suíço, houve um depósito de 1,3 milhão de francos suíços. Procuradoria Geral da República afirma que trata-se de dinheiro de propina oriundo de contrato de exploração de um campo de petróleo em Benin, na África. Cunha nega que tenha contas fora do país.

Eleições municipais
PSDB possui hoje três nomes fortes que estão na fila para concorrer ao Paço Municipal em Goiânia: o presidente da Agetop, Jayme Rincón e os deputados federais Waldir Soares e Fábio Sousa. Apesar de se esquivar, Vecci pode ser uma válvula e se tornar candidato do partido.

Vecci defende publicamente que, paralelamente à discussão de nomes, o partido precisa realizar debates e propostas para Goiânia. Para o parlamentar, a capital carece de uma gestão moderna e arrojada.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247