Veja quais deputados tocantinenses são cúmplices da corrupção

Deputados Carlos Henrique Gaguim (PTN), Josi Nunes (PMDB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP) e Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) votaram pelo arquivamento da denúncia contra Michel Temer, o mais impopular desde a redemocratização; segundo pesquisa CUT/Vox Populi, 93% dos brasileiros querem que ele seja investigado


Deputados Carlos Henrique Gaguim (PTN), Josi Nunes (PMDB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP) e Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) votaram pelo arquivamento da denúncia contra Michel Temer, o mais impopular desde a redemocratização; segundo pesquisa CUT/Vox Populi, 93% dos brasileiros querem que ele seja investigado
Deputados Carlos Henrique Gaguim (PTN), Josi Nunes (PMDB), Dulce Miranda (PMDB), Lázaro Botelho (PP) e Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) votaram pelo arquivamento da denúncia contra Michel Temer, o mais impopular desde a redemocratização; segundo pesquisa CUT/Vox Populi, 93% dos brasileiros querem que ele seja investigado (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - Cinco deputados que atuam pelo Tocantins votaram pelo arquivamento da denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer, o primeiro presidente denunciado por corrupção na história do País. Também vale ressaltar que, segundo pesquisa CUT/Vox Populi, 93% dos brasileiros querem que ele seja investigado.

Carlos Henrique Gaguim (PTN) 

Josi Nunes (PMDB) 

Dulce Miranda (PMDB) 

Lázaro Botelho (PP) 

Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) 

Votaram pela continuidade das investigações:

César Halum (PRB) - NÃO

Irajá Abreu (PSD) - NÃO

Ausente

Vicentinho Júnior (PR) 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247