CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Venâncio: "falta de segurança chegou ao limite"

Líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), afirmou nesta quarta (26) que, em apenas quatro dias, nesta semana, foram registrados 36 assassinatos no Estado; segundo o parlamentar, o quadro é de caos: "o governo não pode ficar enganando a sociedade com uma propaganda onde apenas os 600 aprovados no concurso da Polícia Militar vão garantir a paz e a tranquilidade à família sergipana"; deputado disse ainda que as prefeituras mantêm as delegacias abertas no interior

Imagem Thumbnail
Líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), afirmou nesta quarta (26) que, em apenas quatro dias, nesta semana, foram registrados 36 assassinatos no Estado; segundo o parlamentar, o quadro é de caos: "o governo não pode ficar enganando a sociedade com uma propaganda onde apenas os 600 aprovados no concurso da Polícia Militar vão garantir a paz e a tranquilidade à família sergipana"; deputado disse ainda que as prefeituras mantêm as delegacias abertas no interior (Foto: Valter Lima)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Alese - O líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa, deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), ocupou a tribuna na manhã de hoje (26) para externar sua preocupação com o crescimento da violência em Sergipe. Venâncio denunciou que só em quatro dias, nesta semana, foram registrados 36 assassinatos no Estado. O parlamentar reforçou que o quadro é de caos e que o governo não pode ficar enganando a sociedade com uma propaganda onde apenas os 600 aprovados no concurso da Polícia Militar vão garantir a paz e a tranquilidade à família sergipana.

Venâncio se mostrou profundamente assustado com os últimos índices da violência. "Na sexta-feira (21), pelo dia, foram oito pessoas assassinadas em Sergipe. E todas vítimas de arma de fogo. No sábado e domingo foram 19 pessoas assassinadas. Na segunda-feira (24), que poderia ser um dia mais tranquilo foram nove pessoas assassinadas. 36 assassinatos em Sergipe em apenas quatro dias. É uma média de de nove. Nessa média vergonhosa teremos 270 assassinatos em um mês em Sergipe. Isso não existe!", desabafou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em seguida, o deputado disse que a violência em Sergipe está chegando ao limite. "Tem que encontrar uma solução! Como é que vai ficar o povo sergipano? O interior está abandonado! Tem município onde a população já não sabe o que fazer. É falta de segurança demais! Bandido só faz isso em governo fraco! Caso contrário, ele cai fora e vai buscar facilidade em outro lugar. É preocupante essa situação e o governo do Estado fica com um discurso enganoso de concurso público".

"O governo alega que vai contratar 600 aprovados no concurso. Só esse ano nós vamos ter aposentado mais de 600. Os que vão entrar apenas vão cobrir os que estão saindo. O caos vai continuar. Aí, para amenizar a situação, o governo joga uma propaganda para a população como se esses 600 aprovados no concurso vão resolver o problema. E olhe que se não fossem as prefeituras para manter as delegacias pelo interior, a situação era ainda pior. Pagam de gasolina e comida a papel higiênico", completou o líder da oposição. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO