Verba indenizatória da Alepe deve aumentar

Os deputados estaduais cogitam a possibilidade de elevar o benefcio, que destinado aos custos com os gabinetes; atualmente, esse recurso de R$ 11 mil; mais uma movimentao que colocar o Legislativo Estadual na mira da sociedade

Verba indenizatória da Alepe deve aumentar
Verba indenizatória da Alepe deve aumentar (Foto: Andréa Rêgo Barros/247)

PE247 - No embalo do recesso de Carnaval prolongado para os deputados, a Assembleia Legislativa de Pernambuco prepara uma nova ação que deve colocar, mais uma vez, a opinião pública contra o parlamento estadual. Em reunião super fechada, ontem (8), o presidente Guilherme Uchoa (PDT) ouviu as reinvindicações dos deputados governistas e da oposição que compõem a Casa. Das insatisfações proferidas, a acusação de que o Legislativo favoreceria certa parcela dos integrantes do órgão encabeçou uma “medida de compensação” que, se aprovada, aumentará, ainda mais, os benefícios de todos os deputados.

A proposta é que haja o aumento da chamada verba indenizatória (que, hoje, soma mais de R$ 11 mil), taxa destinada aos custos dos gabinetes dos parlamentares. A informação é que a sugestão debatida ontem ainda passará pelo crivo da Procuradoria da Casa.

Outro tema presente na pauta da reunião foi o uso dos carros oficiais pelos parlamentares, debate aguçado desde que o deputado Isaltino Nascimento (PT) foi flagrado por uma blitz da Lei Seca, usando, supostamente, um veículo do Legislativo. Uchoa aproveitou, então, para afirmar que a regulamentação desse privilégio voltará a ser estabelecido. Ou seja, só terá direito a carro oficial, os componentes da mesa, líderes do governo, da oposição, dos partidos e presidentes das comissões permanentes terão acesso a esse privilégio.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247