CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Vereador é preso por piratear CDs e DVDs

João Mucaia (PTC) é vereador por quatro mandatos consecutivos e tenta se reeleger no município de Prata, no Triângulo Mineiro; prisão aconteceu nesta quinta-feira; juiz eleitoral disse que ainda não teve acesso aos autos e, por isso, não se pronunciou; já o presidente do PTC do município, José Pio de Novaes, informou que o partido tomará medidas cabíveis assim que for oficialmente notificado, respeitando o princípio de defesa

Vereador é preso por piratear CDs e DVDs (Foto: Edição/247)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Minas 247

Vereador por quatro mandatos consecutivos e candidato à reeleição na cidade de Prata, no Triângulo Mineiro, João Mucaia (PTC) foi preso nesta quinta-feira (30) por distribuir DVDs piratas no comércio local. A Polícia Militar (PM) conseguiu chegar ao parlamentar depois de abordar um vendedor ambulante comercializando as mídias.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os produtos estavam em um prédio localizado no centro da cidade e segundo a PM, no local eram reproduzidas as cópias das mídias e também a distribuição. "Ele (o vendedor) estava portando uma caixa com vários CDs e DVDs. Fizemos a abordagem e questionamos sobre a origem. Ele passou o local provável onde havia a distribuição", explicou o capitão da PM, Vanderlan Alves Gomes, em entrevista ao G1.

O vendedor disse que à Polícia que João Divino Silva, o João Mucaia, era o responsável pelas mídias. Ao todo, a PM apreendeu 3.640 DVDs, quatro computadores, 20 gravadoras, dois gerenciadores de gravação e dois impressoras. "Ele [o ambulante] foi recolhido porque estava vendendo as mídias e o outro [o vereador] porque estava reproduzindo", explicou o policial.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Sobre a candidatura do vereador, o juiz eleitoral de Prata, Marco Antônio Macedo, disse que ainda não teve acesso aos autos e, por isso, não se pronunciou.

Já o presidente do PTC do município, José Pio de Novaes, informou que o partido tomará medidas cabíveis assim que for oficialmente notificado, respeitando o princípio de defesa.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em nota, o advogado do vereador informou que o cliente dele disse à polícia que a responsabilidade é da companheira, com quem ele mora há três anos. A mulher deve ser intimada nos próximos dias.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO