Vereador que chamou parada LGBT de “imoral” é preso por estupro

Autoridades prenderam o vereador de Curuçá (PA) Daniel Rabelo Silva (MDB) por estupro de vulnerável. O parlamentar foi indiciado por estupro qualificado e teve a prisão preventiva decretada

Daniel Rabelo Silva
Daniel Rabelo Silva (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Autoridades prenderam o vereador de Curuçá (PA) Daniel Rabelo Silva (MDB) por estupro de vulnerável. O parlamentar, candidato à reeleição, foi encontrado em um posto da Polícia Rodoviária Federal no município de Castanhal, nordeste do Estado. 

De acordo com as investigações, os crimes ocorreram em Curuçá, onde Daniel foi indiciado por estupro qualificado e teve a prisão preventiva decretada.

No final do ano passado, Rabelo Silva envolveu-se numa polêmica depois de publicar comentários LGBTIfóbicos contra a realização da 2ª edição da Parada LGBTI de Curuçá. 

De acordo com o parlamentar, o evento significava o "fim do mundo". "Imoralidade deveria ficar entre quatro paredes", acrescentou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247