Vereador quer barrar uso de caxirola nos estádios

"Com aquele instrumento na mão a pessoa pode fazer o que quiser, seja sacudir ou agredir. O que me intriga é como a Fifa, que tem regras tão rígidas para segurança dos estádios e daqueles que o frequentam, permite que tal instrumento seja distribuído e futuramente comercializado"; Arnando Lessa disse que a caxirola parece uma soqueira; "Imagine durante os jogos mundiais, quando estarão 50 mil, que podem brigar ou se desentender"

Vereador quer barrar uso de caxirola  nos estádios
Vereador quer barrar uso de caxirola nos estádios

Bahia 247

A caxirola, instrumento oficial da Copa 2014 criado pelo músico Carlinhos Brown, segue causando polêmica a um ano da realização do evento. Além de lamentar o protesto feito por torcedores do Bahia, que insatisfeitos com a derrota para o rival Vitória no último domingo na Arena Fonte Nova atiraram o instrumento no gramado, o vereador Arnando Lessa (PT) disse que a caxirola parece uma soqueira.

"Não acho certo o que a torcida fez, mas também é contraditório a Fifa permitir o livre acesso de um instrumento tão perigoso, sendo que a instituição proíbe que saia dos bares uma garrafa de água, que tem o plástico mais maleável e fino do que a caxirola".

O petista teme que torcedores usem a caxirola como instrumento para agressão. "Com aquele instrumento na mão a pessoa pode fazer o que quiser, seja sacudir ou agredir. O que me intriga é como a Fifa, que tem regras tão rígidas para segurança dos estádios e daqueles que o frequentam, permite que tal instrumento seja distribuído e futuramente comercializado".

O vereador avalia a possibilidade de apresentar projeto de lei para proibir o uso do instrumento nos estádios. "No jogo de domingo estavam 20 mil pessoas. Imagine durante os jogos mundiais, quando estarão 50 mil, que podem brigar ou se desentender".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247