Vereadores de Caruaru são presos pela polícia civil

Dez vereadores do município de Caruaru (PE), no Agreste pernambucano, foram detidos pela Polícia Civil durante a operação "Ponto Final", que investigou parlamentares da cidade acerca de esquemas de falsificação, roubo de carros e corrupção; a ação foi iniciada há cerca de seis meses e contou com a participação de cerca de 120 policiais civis, dentre agentes, delegados e escrivães, que cumpriram quatro mandados de condução coercitiva, 13 mandados de busca e apreensão domiciliar e outros dez mandados de prisão preventiva

Dez vereadores do município de Caruaru (PE), no Agreste pernambucano, foram detidos pela Polícia Civil durante a operação "Ponto Final", que investigou parlamentares da cidade acerca de esquemas de falsificação, roubo de carros e corrupção; a ação foi iniciada há cerca de seis meses e contou com a participação de cerca de 120 policiais civis, dentre agentes, delegados e escrivães, que cumpriram quatro mandados de condução coercitiva, 13 mandados de busca e apreensão domiciliar e outros dez mandados de prisão preventiva
Dez vereadores do município de Caruaru (PE), no Agreste pernambucano, foram detidos pela Polícia Civil durante a operação "Ponto Final", que investigou parlamentares da cidade acerca de esquemas de falsificação, roubo de carros e corrupção; a ação foi iniciada há cerca de seis meses e contou com a participação de cerca de 120 policiais civis, dentre agentes, delegados e escrivães, que cumpriram quatro mandados de condução coercitiva, 13 mandados de busca e apreensão domiciliar e outros dez mandados de prisão preventiva (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - Dez vereadores do município de Caruaru (PE), no Agreste pernambucano, foram detidos pela Polícia Civil durante a operação "Ponto Final", que investigou parlamentares da cidade acerca de esquemas de falsificação, roubo de carros e corrupção. A ação foi iniciada há cerca de seis meses e contou com a participação de cerca de 120 policiais civis, dentre agentes, delegados e escrivães. Nove dos dez parlamentares detidos foram encaminhados para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, onde permanecerão à disposição da Justiça. 

A ação foi realizada em conjunto com a Coordenação de Recursos Especiais (Core). Durante o trabalho, foram cumpridos quatro mandados de condução coercitiva, 13 mandados de busca e apreensão domiciliar e dez mandados de prisão preventiva, com determinações emitidas pelo juiz de Direito da 4ª Vara Criminal de Caruaru. Os parlamentares denunciados são Cecílio Pedro (PTB), Eduardo Cantarelli (PS), Edjailson (PTdoB), Jajá (PPS), Louro do Juá (DEM), Neto (PMN), Pastor Jadiel Nascimento (PROS), Sivaldo Oliveira (PP), Val (DEM) e Val das Rendeiras (PROS). 

Procurado pela reportagem, o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, não foi localizado parar relatar detalhes do caso. Entretanto, em nota, a Secretaria de Ressocialização de Pernambuco declarou que os parlamentares ocuparão duas celas na penitenciária, que são equipadas com camas, banheiro com chuveiro, aparelhos de TV de 14 polegadas e ventilador. O local geralmente é atribuído aos detentos que possuem bom comportamento, além de ex-policiais, ex-servidores públicos e detentos que cumprem atividades de laborterapia.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247