Vereadores levam pauta do MPL ao Executivo

Intenção dos parlamentares, segundo Aladilce Souza (PCdoB), que representou a bancada de oposição no encontro com o secretário de Urbanismo e Transportes, José Carlos Aleluia, é solucionar o conflito para que a Câmara volte a funcionar, inclusive apreciando projetos de mobilidade urbana do interesse do movimento; plenário da Casa está ocupado por manifestantes do Movimento Passe Livre desde o último dia 22

Vereadores levam pauta do MPL ao Executivo
Vereadores levam pauta do MPL ao Executivo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Câmara Municipal de Salvador - Ascom

Com o objetivo de antecipar o acordo entre os integrantes do Movimento Passe Livre, que ocupam a Câmara Municipal de Salvador desde o último dia 22, uma comissão de vereadores reuniu-se na tarde desta quinta-feira (1º) com o secretário municipal de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia.

Ele e o líder da bancada do governo, vereador Joceval Rodrigues (PPS), se comprometeram a consultar o prefeito sobre a possibilidade dele se reunir com uma comissão do MPL, antes da audiência pública do dia 9 de agosto, para discutir a pauta mínima de reivindicações direcionadas ao Município.

Caso ACM Neto (DEM) aceite a proposta, a comissão buscará os representantes do movimento para tentar fazer a intermediação, com o argumento de que já houve avanços nas negociações.

A intenção dos vereadores, segundo Aladilce Souza (PCdoB), que representou a bancada de oposição no encontro com Aleluia, é solucionar o conflito para que a Câmara volte a funcionar, inclusive apreciando projetos de mobilidade urbana do interesse do movimento.

Ganho equivalente

O secretário Aleluia frisou que o prefeito sempre esteve aberto ao diálogo e que já atendeu a alguns pontos da pauta, como a abertura da planilha de custos da tarifa, a ampliação do Domingo é Meia e a implantação do bilhete único. Segundo ele, o Conselho Municipal de Transporte será instalado na próxima semana e não haverá problema para convocação da Conferência Municipal de Transporte.

Quanto à redução da tarifa, Aleluia justificou que as medidas adotadas já representam um ganho equivalente à desoneração dos impostos federais, que foi de 2,5%, sendo mais significativas para a população em termos de gastos com transporte.

O vereador Euvaldo Jorge (PP), presidente da Comissão de Transporte da Câmara e ex-secretário de Transporte, chamou atenção para a divulgação da planilha de custos da tarifa, o que permitirá que todos os cálculos sejam feitos com transparência. Participaram da reunião, também, os vereadores Hilton Coelho (PSOL) e Claudio Tinoco (DEM) e o subsecretário Orlando Santos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247