Vice da Câmara manda Temer se preparar para grandes derrotas

Logo depois de confirmar o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), nome indicado por Eduardo Cunha, na Justiça, e enfrentar a ira do PMDB mineiro, que disputava o posto, Michel Temer ligou para o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), prometendo criar um novo ministério; Ramalho negou a oferta dizendo ser sensível "à voz das ruas" e fez mais: anunciou oposição ferrenha no Congresso; “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”, disse ele; a reforma da Previdência, por exemplo, subiu no telhado

Logo depois de confirmar o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), nome indicado por Eduardo Cunha, na Justiça, e enfrentar a ira do PMDB mineiro, que disputava o posto, Michel Temer ligou para o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), prometendo criar um novo ministério; Ramalho negou a oferta dizendo ser sensível "à voz das ruas" e fez mais: anunciou oposição ferrenha no Congresso; “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”, disse ele; a reforma da Previdência, por exemplo, subiu no telhado
Logo depois de confirmar o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), nome indicado por Eduardo Cunha, na Justiça, e enfrentar a ira do PMDB mineiro, que disputava o posto, Michel Temer ligou para o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), prometendo criar um novo ministério; Ramalho negou a oferta dizendo ser sensível "à voz das ruas" e fez mais: anunciou oposição ferrenha no Congresso; “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”, disse ele; a reforma da Previdência, por exemplo, subiu no telhado (Foto: Leonardo Attuch)

Minas 247 – Logo depois de confirmar o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), nome indicado por Eduardo Cunha, para o Ministério da Justiça (leia aqui), e enfrentar a ira do PMDB mineiro, que disputava o posto, Michel Temer ligou para o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), prometendo criar um novo ministério.

Ramalho negou a oferta dizendo ser sensível "à voz das ruas" e fez mais: anunciou oposição ferrenha no Congresso. “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”, disse ele.

A reforma da Previdência, por exemplo, subiu no telhado.

Abaixo, nota publicada pela jornalista Naira Trindade, sobre o racha na base de Temer:

O presidente Michel Temer retornou agora há pouco a ligação do vice-presidente da Câmara, Fabio Ramalho (PMDB-MG), para explicar a indicação de Osmar Serraglio (PMDB-PR) para o Ministério da Justiça. Temer justificou ter ficado incapacitado de nomear o mineiro Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) para a a Justiça, mas que recriaria um ministério para atender as insatisfações da legenda mineira. Fabinho, que está em Salvador para o Carnaval, disse que a bancada não aceita recriações de ministério por “ouvir as ruas” e anunciou “o rompimento do governo”. Ao ouvir a ameaça, Temer respondeu: “Que seja feita a vossa vontade”, descreveu o mineiro, que emendou: “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”. E desligaram. Uma das primeiras dificuldades anunciadas será a Reforma da Previdência. Coordenador da bancada mineira, que tem 53 deputados, Fabio Ramalho afirmou que trabalhará para convencer os deputados mineiros e os insatisfeitos com o governo que reformulem um novo texto da reforma da Previdência. “A proposta do governo não passa”, disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247