Vídeo causa demissão de Denise, Furacão da CPI

Exoneração foi publicada na segunda-feira 6; "Foi machismo. Só ouviram um lado", afirmou a ex-assessora do senador Ciro Nogueira (PP-PI)

Vídeo causa demissão de Denise, Furacão da CPI
Vídeo causa demissão de Denise, Furacão da CPI (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Foi publicada na edição de segunda-feira 6 do boletim administrativo a exoneração da ex-assessora parlamentar Denise Rocha. Conhecida pelos corredores do Congresso por sua beleza, o Furacão da CPI foi demitida cerca de um mês depois da divulgação de um vídeo em que aparece fazendo sexo.

Denise trabalhava no gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI). Para a ex-assessora, a decisão é machista. "Foi machismo. Só ouviram um lado. Ele tomou a decisão que achou melhor para ele. Só acho de foi desumano", afirmou a musa.

No Senado nesta manhã, Denise evitou falar mal do ex-chefe. "Admiro muito o trabalho dele, como ele já disse que admirava o meu. O que vai ficar agora é a saudade".

A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não é conhecida a autoria de quem divulgou as imagens. O homem que aparece no vídeo de quase três minutos nega que tenha feito a divulgação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email