Visita de Lula ao Ceará pode começar com um grande ato no Crajubar

Na visita que fará ao Ceará, durante a caravana de 21 dias em que percorrerá alguns estados do Nordeste, o ex-presidente Lula poderá fazer um grande ato na região do Cariri, no chamado Triângulo do Crajubar, o entrocamento entre Juazeiro, Crato e Barbalha. A discussão do roteiro de Lula está acontecendo durante o dia de hoje, em São Paulo, com representantes dos estados e a equipe do Instituto Lula. O presidente do PT Ceará, Fco. de Assis Diniz está convencido que o melhor lugar para realizar um ato capaz de abrigar o grande afluxo de pessoas que deverá prestigiar a visita de Lula ao Cariri é o Crajubar, pela sua localização estratégica. A agenda do ex-presidente prevê inicialmente ainda, atos nas regiões do Sertão Central e Sertão dos Inhamuns

Na visita que fará ao Ceará, durante a caravana de 21 dias em que percorrerá alguns estados do Nordeste, o ex-presidente Lula poderá fazer um grande ato na região do Cariri, no chamado Triângulo do Crajubar, o entrocamento entre Juazeiro, Crato e Barbalha. A discussão do roteiro de Lula está acontecendo durante o dia de hoje, em São Paulo, com representantes dos estados e a equipe do Instituto Lula. O presidente do PT Ceará, Fco. de Assis Diniz está convencido que o melhor lugar para realizar um ato capaz de abrigar o grande afluxo de pessoas que deverá prestigiar a visita de Lula ao Cariri é o Crajubar, pela sua localização estratégica. A agenda do ex-presidente prevê inicialmente ainda, atos nas regiões do Sertão Central e Sertão dos Inhamuns
Na visita que fará ao Ceará, durante a caravana de 21 dias em que percorrerá alguns estados do Nordeste, o ex-presidente Lula poderá fazer um grande ato na região do Cariri, no chamado Triângulo do Crajubar, o entrocamento entre Juazeiro, Crato e Barbalha. A discussão do roteiro de Lula está acontecendo durante o dia de hoje, em São Paulo, com representantes dos estados e a equipe do Instituto Lula. O presidente do PT Ceará, Fco. de Assis Diniz está convencido que o melhor lugar para realizar um ato capaz de abrigar o grande afluxo de pessoas que deverá prestigiar a visita de Lula ao Cariri é o Crajubar, pela sua localização estratégica. A agenda do ex-presidente prevê inicialmente ainda, atos nas regiões do Sertão Central e Sertão dos Inhamuns (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - Na visita que fará ao Ceará, durante a caravana de 21 dias em que percorrerá alguns estados do Nordeste, no mês de agosto, o ex-presidente Lula poderá fazer um grande ato na região do Cariri, no chamado Triângulo do Crajubar, o entrocamento entre Juazeiro, Crato e Barbalha. A discussão do roteiro de Lula está acontecendo durante o dia de hoje, em São Paulo, em reunião com os representantes dos estados e a equipe do Instituto Lula.

O presidente do PT Ceará, Fco. de Assis Diniz e o deputado federal José Guimarães estão participando da reunião. De Assis Diniz está convencido que o melhor lugar para realizar um ato capaz de abrigar o grande afluxo de pessoas que deverá prestigiar a visita de Lula ao Cariri é o Crajubar, pela sua localização estratégica. A ideia inicial é que Lula poderia fazer o ato em Jati ou em Mauriti, também no Cariri, onde estão trechos do projeto de transposição do São Francisco, mas que não tem tanta facilidade de acesso quanto o Crajubar.

Estão também em discussão no roteiro da caravana, as regiões do Sertão Central, com um grande ato em Quixadá, município pólo regional e no Sertão dos Inhamuns, provavelmente, em Crateús. As viagens do ex-presidente têm início no dia 17 de agosto, começando pela Bahia e terminando no Maranhão. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247