Vítima da crise de Temer, empresa fecha fábrica no interior de Sergipe

A empresa Indústria Vidreira do Nordeste Ltda. (IVN), fabricante das vidraçarias Verallia, encerrou as atividades de sua fábrica em Estância, no interior de Sergipe; os funcionários foram informados das demissões quando chegavam para o turno da manhã; justificativa são os prejuízos financeiros nas atividades da unidade por causada crise econômica brasileira

A empresa Indústria Vidreira do Nordeste Ltda. (IVN), fabricante das vidraçarias Verallia, encerrou as atividades de sua fábrica em Estância, no interior de Sergipe; os funcionários foram informados das demissões quando chegavam para o turno da manhã; justificativa são os prejuízos financeiros nas atividades da unidade por causada crise econômica brasileira
A empresa Indústria Vidreira do Nordeste Ltda. (IVN), fabricante das vidraçarias Verallia, encerrou as atividades de sua fábrica em Estância, no interior de Sergipe; os funcionários foram informados das demissões quando chegavam para o turno da manhã; justificativa são os prejuízos financeiros nas atividades da unidade por causada crise econômica brasileira (Foto: Voney Malta)

Sergipe 247 – Manhã de sexta-feira (10). Os trabalhadores que chegavam para o turno da manhã foram impedidos de entrar na unidade industrial e comunicados por um funcionário que a empresa Indústria Vidreira do Nordeste Ltda. (IVN), fabricante das vidraçarias Verallia, encerrou as atividades de sua fábrica em Estância, que foi inaugurada em abril de 2016.

Os trabalhadores que estavam de folga receberam os avisos em suas casas. Todos os 170 funcionários receberam o comunicado de aviso prévio. A surpresa foi grande. É que a fábrica funcionou normalmente até o dia anterior, sem qualquer suspeita referente a problemas que levassem ao fechamento da unidade industrial.

Através de nota, a direção da IVN confirmou que havia suspendido as suas operações e explicou houve prejuízos financeiros nas atividades da fábrica por causada crise econômica brasileira.

“Esta decisão considera as condições adversas da economia no Brasil, especialmente na região Nordeste, onde ela opera atualmente com significativas perdas financeiras e sem liquidez”, explica o comunicado.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247