Vítimas das chuvas recebem auxílio-moradia

Famílias que perderam os imóveis na inundação, em Maceió, estão sendo atendidas pelo município e já receberam parte do auxílio- moradia; mais de 700 famílias foram atingidas pela chuva dos últimos dias na capital; elas foram transferidas para abrigos provisórios em escolas e igrejas

Famílias que perderam os imóveis na inundação, em Maceió, estão sendo atendidas pelo município e já receberam parte do auxílio- moradia; mais de 700 famílias foram atingidas pela chuva dos últimos dias na capital; elas foram transferidas para abrigos provisórios em escolas e igrejas
Famílias que perderam os imóveis na inundação, em Maceió, estão sendo atendidas pelo município e já receberam parte do auxílio- moradia; mais de 700 famílias foram atingidas pela chuva dos últimos dias na capital; elas foram transferidas para abrigos provisórios em escolas e igrejas (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 – A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) está com atendimento prioritário para as famílias vítimas das chuvas em Maceió e parte do auxílio- moradia começou a ser pago nesta segunda-feira (29). O benefício eventual está sendo concedido para as famílias que perderam o imóvel na inundação. 

O atendimento prioritário está sendo realizando no Centro de Atendimento Socioassistencial (CASA) e, para garantir o benefício, as famílias precisam apresentar o encaminhamento da Defesa Civil Municipal, documento de identificação com foto ou Boletim de Ocorrência que comprove a perda do documento.

Rafael de Alceno foi uma das primeiras vítimas das chuvas a receber o benefício, no valor de R$ 250. "Minha casa, no Alto da Alegria, foi condenada pela Defesa Civil depois que a barreira cedeu e rachou todas as paredes. Consegui tirar alguns móveis e estava esperando este auxílio [moradia] para fechar o aluguel de uma casa lá no Benedito Bentes. Graças à Deus está tudo bem e vamos reconstruir a vida agora", disse o servente de pedreiro, que mora com a esposa e os filhos.

Além do auxílio-moradia, Rafael será inserido no Cadastro Único para programas sociais e, em seguida, será inserido no Programa Habitacional. 

A secretária de Assistência Social, Celiany Rocha, reforça que o atendimento prioritário está sendo feito a partir do encaminhamento da Defesa Civil. "Iniciamos hoje o pagamento dos primeiros auxílios-moradia e as famílias já iniciaram a busca de um novo espaço para morar. Estamos agilizando o atendimento para, o mais rápido possível, atender as necessidades de todos", ressaltou a secretária.

A gestora orienta ainda que, a partir do encaminhamento da Defesa Civil, o responsável familiar deve procurar o CASA, com o documento oficial com foto. "As vítimas da chuva encaminhadas pela Defesa Civil estão recebendo o aluguel social e vão ser acompanhadas pelos profissionais da Semas", completou Celiany.

Mais de 700 famílias foram atingidas pela chuva dos últimos dias em Maceió. Destas, 39 estão acolhidas no abrigo provisório montado pela Semas na Escola Municipal Nosso Lar, na Ponta Grossa. Outras 20 famílias estão abrigadas na Igreja de São José, no Vergel do Lago, e mais oito no Clube Recreio em Fernão Velho. 

Os dois locais (Igreja e Clube) não são abrigos oficiais do Município, mas a Assistência Social está dando apoio às vítimas, fornecendo alimentação, água, colchão e cobertores.

Com gazetaweb.com e assessoria

Ao vivo na TV 247 Youtube 247