Wagner a Obama: visita marca início de "nova fase" com EUA na defesa

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, cumprimentou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, após ter participado nesta terça-feira de encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o chefe de Estado norte-americano, na Casa Branca; Wagner disse a Obama que a relação entre os dois países entra em uma "nova fase", ao fazer breve relato dos avanços obtidos em reunião na segunda na capital federal dos EUA com o secretário de Defesa, Ashton Carter

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, cumprimentou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, após ter participado nesta terça-feira de encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o chefe de Estado norte-americano, na Casa Branca; Wagner disse a Obama que a relação entre os dois países entra em uma "nova fase", ao fazer breve relato dos avanços obtidos em reunião na segunda na capital federal dos EUA com o secretário de Defesa, Ashton Carter
O ministro da Defesa, Jaques Wagner, cumprimentou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, após ter participado nesta terça-feira de encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o chefe de Estado norte-americano, na Casa Branca; Wagner disse a Obama que a relação entre os dois países entra em uma "nova fase", ao fazer breve relato dos avanços obtidos em reunião na segunda na capital federal dos EUA com o secretário de Defesa, Ashton Carter (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O ministro da Defesa, Jaques Wagner, cumprimentou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, após ter participado nesta terça-feira (30) de encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o chefe de Estado norte-americano, na Casa Branca, em Washington.

Wagner disse a Obama que a relação entre os dois países entra em uma "nova fase", ao fazer breve relato dos avanços obtidos em reunião na segunda-feira (29) na capital federal dos EUA com o secretário de Defesa, Ashton Carter.

Eles discutiram a possibilidade do desenvolvimento de um projeto entre Brasil e os Estados Unidos que inclui associação tecnológica entre ambos e a busca de novos mercados para as indústrias de defesa brasileiras e norte-americanas.

Jaques Wagner reforçou o convite já feito em março de 2011 quando Obama esteve em Brasília. O ministro da Defesa disse ao presidente americano que quando ele retornar ao Brasil, é para programar uma visita à Bahia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247