Wagner pode assumir uma secretaria no governo Rui

Está aceso o sinal vermelho no PT, inclusive em nível nacional, por causa do futuro político do ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner; os petistas, contudo, já têm um 'plano B' para o caso de a presidente Dilma Rousseff ser derrotada na votação final do impeachment no Senado; diante do atual cenário, já se cogita a possibilidade de Wagner assumir uma secretaria de peso na gestão do governador Rui Costa, para 'manter seu nome em evidência' e ser candidato ao Senado em 2018

Está aceso o sinal vermelho no PT, inclusive em nível nacional, por causa do futuro político do ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner; os petistas, contudo, já têm um 'plano B' para o caso de a presidente Dilma Rousseff ser derrotada na votação final do impeachment no Senado; diante do atual cenário, já se cogita a possibilidade de Wagner assumir uma secretaria de peso na gestão do governador Rui Costa, para 'manter seu nome em evidência' e ser candidato ao Senado em 2018
Está aceso o sinal vermelho no PT, inclusive em nível nacional, por causa do futuro político do ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner; os petistas, contudo, já têm um 'plano B' para o caso de a presidente Dilma Rousseff ser derrotada na votação final do impeachment no Senado; diante do atual cenário, já se cogita a possibilidade de Wagner assumir uma secretaria de peso na gestão do governador Rui Costa, para 'manter seu nome em evidência' e ser candidato ao Senado em 2018 (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Está aceso o sinal vermelho no PT, inclusive em nível nacional, por causa do futuro político do ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner. 

Apesar da preocupação, os petistas, contudo, já têm um 'plano B' para o caso de a presidente Dilma Rousseff ser derrotada na votação final do impeachment no Senado.

Como, por ora, a avaliação interna é de que Rui Costa faz uma boa gestão, o caminho é natural para que ele seja candidato à reeleição em 2018 (num páreo que pode ter ACM Neto). Diante do atual cenário, líderes petistas já cogitam a possibilidade de Wagner assumir uma secretaria de peso na gestão de Rui, para manter seu nome em evidência e ser candidato ao Senado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247