Wagner: 'PT e PMDB devem dividir ônus e bônus'

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, disse que a ida do vice-presidente, Michel Temer (PMDB), para a articulação política é uma medida apaziguadora e que numa coalização ônus e bônus devem ser repartidos entre os envolvidos; "Trazer Michel Temer é uma medida pacificadora, que mostra a decisão de compartilhar. Você tem que entrar em uma coalizão podendo dividir ônus e bônus", disse

Wagner: 'PT e PMDB devem dividir ônus e bônus'
Wagner: 'PT e PMDB devem dividir ônus e bônus' (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O ministro da Defesa, Jaques Wagner, disse que a ida do vice-presidente, Michel Temer (PMDB), para a articulação política é uma "medida apaziguadora" e que numa coalização ônus e bônus devem ser repartidos entre os envolvidos. "Trazer Michel Temer é uma medida pacificadora, que mostra a decisão de compartilhar. Você tem que entrar em uma coalizão podendo dividir ônus e bônus", disse o ministro durante um evento no Rio de Janeiro.

Wagner também defendeu o ajuste fiscal anunciado pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. "Não há nada que entre e saia do Congresso da mesma maneira. Não podemos dizer que nada muda. Ou fazemos o ajuste ou não voltaremos para a rota de crescimento", destacou.

Sobre os protestos contra o governo da presidente Dilma Rousseff realizados em diversas cidades do país no último domingo, o ministro disse que o governo encara a situação com tranquilidade. Sobre os pedidos de uma intervenção militar, Jaques Wagner disse que este é o desejo de uma minoria e que "está claro para a força brasileira que o nosso é Constituição. Ela é a nossa Bíblia".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247