CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

"Yoani Sánchez é muito bem-vinda ao Brasil"

É o deputado baiano Jutahy Magalhães Jr. (PSDB) mais uma vez lamentando os "ataques" contra a blogueira cubana Yoani Sánchez, que assistiu ontem na Câmara ao documentário 'Conexão Cuba-Honduras', do cineasta baiano Dado Galvão; "A primeira sessão desse documentário deveria ter ocorrido em Feira de Santana, a principal cidade do interior da Bahia. Mas, infelizmente, baderneiros, pessoas que não têm noção do respeito à democracia, à liberdade, fizeram um gesto absurdo que impediu a divulgação"

"Yoani Sánchez é muito bem-vinda ao Brasil"
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Bahia 247

Embora em tom de brincadeira, já há quem diga que se a blogueira cubana Yoani Sánchez ficar mais um pouquinho no Brasil o PSDB vai querer filiá-la ao partido. Não cessa a série de homenagens, de elogios e de mensagens de apoio à dissidente da ilha socialista por parte da oposição, sobretudo do PSDB.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Depois da solidariedade do correligionário e conterrâneo colega de parlamento Antônio Imbassahy, o tucano Jutahy Magalhães Jr. Voltou a defender a moça (já tinha feito na terça-feira (19).

Em discurso ontem na Câmara, ele exaltou a visita da moça e mais uma vez criticou os acontecimentos que "mancharam" sua passagem pela Bahia. Jutahy enxergou com alegria a passagem da blogueira pelo plenário e pela Comissão de Justiça da Câmara em Brasília, local que ele considera o pilar da democracia brasileira.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Ela chegou ao Brasil vindo defender uma tese que é universal, da liberdade, dos direitos humanos no seu país. E ela é, sem sombra de dúvida, uma guerreira da liberdade. Todos os Parlamentares que defendem a liberdade e a justiça estão aqui para dizer que a blogueira Yoani Sánchez é muito bem-vinda ao Brasil".

Após a recepção de Yoani no plenário os parlamentares puderam assistir na Comissão de Justiça o documentário produzido pelo cineasta baiano Dado Galvão, que não pôde ser exibido em Feira de Santana.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"A primeira sessão desse documentário deveria ter ocorrido em Feira de Santana, a principal cidade do interior da Bahia. Mas, infelizmente, baderneiros, pessoas que não têm noção do respeito à democracia, à liberdade, fizeram um gesto absurdo que impediu a divulgação daquele documentário", lamentou Jutahy.

Ainda deu tempo de o deputado baiano defender seu estado e mais uma vez criticar os fatos lá ocorridos. "Representante que sou da Bahia, mostramos à blogueira que todos nós baianos a recebemos no nosso Estado com absoluta segurança de que estávamos fazendo um gesto político em defesa da liberdade, um valor universal. E, no plenário da Câmara, dissemos que não aceitávamos, em hipótese alguma aquelas manifestações agressivas, antidemocráticas, que não coadunam com o espírito da Bahia de liberdade, de solidariedade, de apreço e afeto".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO