Discurso histórico de Putin deve ser vivenciado como um todo, diz Matthew Ehret

Bom ver que em tempos de escuridão e estupidez em tantos outrora grandes centros da civilização ocidental, há alguns exemplos brilhantes de grandeza em jogo

www.brasil247.com - Vladimir Putin junto de Denis Pushilin, Leonid Pasechnik, Vladimir Saldo e Yevgeny Balitsky ao anunciar anexação de regiões ucranianas
Vladimir Putin junto de Denis Pushilin, Leonid Pasechnik, Vladimir Saldo e Yevgeny Balitsky ao anunciar anexação de regiões ucranianas (Foto: SPUTNIK)


Artigo de Matthew Ehret publicado no Substack em 4/10/2022. Traduzido e adaptado por Rubens Turkienicz com exclusividade para o Brasil 247

É legal ver que durante tempos de escuridão e estupidez de massa destituída de liderança moral em tantos outrora grandes centros da civilização ocidental, há alguns exemplos brilhantes de grandeza em jogo. Não só há exemplos de grandeza, mas, em algumas instâncias, estes exemplos encontraram expressão dentro dos corredores do poder real que estão moldando o contorno do futuro da humanidade.

Este é o caso com a Rússia atual – que fez um longo percurso desde os dias obscuros da Perestroika, quando a economia, as forças militares, a cultura e o povo russos foram brutalmente eviscerados pelas fantasias utópicas dos ideólogos do fim-da-história defendendo o início de uma Nova Ordem Mundial.

Sob esta lógica da verdade pós-nação-estado e pós-verdade, se supõe que as antigas civilizações da Terra seriam resetadas como um videogame gigante, passariam por terapias de choque e seriam reinstrumentalizadas como tábulas rasas em um novo “tipo” sintético de humanidade despovoada parecidos composta por zumbis como drones, destituídos de qualquer poluição residual de tradições de família, nacionais ou religiosas.

A Rússia controlada por Soros dos anos de 1990, obviamente, tinha a intenção de ser um modelo a seguir pelo resto do mundo.

Oligarcas sociopatas russos controlados pela ‘City’ de Londres foram criados rapidamente a fim de servir aos gerentes senhores da guerra do outrora poderoso Estado russo, à medida que este foi privatizado e balcanizado em um covil liberal de insanidade sem futuro. Os operadores da CIA tinham escritórios nos mais altos escritórios militares e de agências de inteligência da Rússia, enquanto o sistema bancário, as indústrias farmacêuticas e muito mais, caíram sob o controle dos tecnocratas ocidentais e dos monetaristas lunáticos.

Apesar do fato que as batalhas ainda devem ser feitas e que os quinta-colunistas em muitos fatores da vida russa ainda não foram removidos, o fato inegável é que, sob a liderança de Putin, a nação se encontrou mais uma vez ereta com dignidade, como uma força maior da história.

As operações ocidentais de mudanças de regime em nações como a Síria, a Venezuela, o Cazaquistão e outras foram frustradas desde o golpe de Maidan em 2014, orquestrado pelo Pentágono e os grupos de fachada da CIA dentro da Rússia, que outrora eram denominados como a “sociedade civil” russa, foram extraídos, na sua maior parte. O próprio Soros foi banido nos últimos 8 anos.

Mais importante, a Rússia conseguiu desvelar uma gama de tecnologias hipersônicas defensivas desde 2018, as quais tornaram inútil o insano programa de “dominação de amplo espectro” – já que a ideia de uma capacidade de primeiro ataque vencedor, que antes os fanáticos think tankers da Rand Corporation e do Pentágono acreditavam ser possível, agora são demonstravelmente fraudulentos.

No entanto, apesar deste fato, certos atores geopolíticos ocidentais acreditam que ainda estamos em 1992 e acreditam sinceramente que o seu roteiro ultrapassado de uma Nova Ordem Mundial ainda seja relevante. 

Assim como Putin e os principais estrategistas da crescente aliança multipolar demonstraram através de políticas e discursos consistentes, este tipo de pensamento é tão ilusório quanto perigoso.

Devido à natureza histórica do discurso feito pelo presidente Putin em 30 de setembro de 2022, por ocasião da ascensão dos novos membros da Federação Russa; e já que, mesmo agora, é quase impossível se encontrar o discurso de Putin inteiro e sem distorções em todos os canais das mídias corporativas, eu pensei que seria apropriado compartilhar o vídeo e a transcrição que seguem, de modo que vocês possam apreciar o peso completo das ideias e da mensagem dele nas suas próprias palavras. Vale a pena os 40 minutos para absorvê-lo (com legendas em inglês): 

Transcrição do discurso completo do presidente Putin aqui (em português).

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247