“Mídia ganha muito dinheiro com a propagação de fake news”, diz Marcia Tiburi

A filósofa e professora denunciou a propagação de mentiras fascistas no Brasil e alertou que mais “candidatos a Hitler” podem surgir facilmente no País. “No Brasil, o fascismo virou um bom negócio político”. Assista na TV 247

Marcia Tiburi
Marcia Tiburi (Foto: Kamilla Ferreira/Agência PT)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A filósofa, professora e escritora Marcia Tiburi denunciou, em entrevista à TV 247, as redes de fake news bolsonaristas, que frequentemente enviam ataques e ameaças de morte contra ela. As tentativas de intimidação foram tantas que ela foi obrigada a se exilar em Paris, na França.

Segundo a professora da Universidade Paris VIII, o ódio nas redes fascistas e até mesmo em canais tradicionais, como a TV Globo, é impulsionado pelo fato de que se lucra muito com esse tipo de discurso. 

“A mentira foi o combustível, junto com o ódio, e, ao mesmo tempo, foi a mercadoria. Temos que lembrar que todos os fascistas não estão trabalhando por amor à causa, e sim por dinheiro, muito dinheiro”, criticou. “Inclusive essa imprensa que trabalha com fake news ganha muito dinheiro. Inclusive a Rede Globo, na hora em que um William Bonner deixa o Bolsonaro fazer aquela grande fake news usando o livro de uma autora belga, do kit gay, em escala nacional, ganha-se muito dinheiro, mesmo que não seja direto”.

PUBLICIDADE

O espalhamento das fake news e da desinformação traz graves ameaças à ordem democrática, ponderou a filósofa, que vê no Brasil o caso emblemático desse problema. “A mentira também cresce no contexto das interpretações. Quando a gente vê a mentira correndo solta, ela destrói o patamar básico a partir do qual a gente conseguiria instaurar a democracia. Se não houver busca pela verdade, sustentação da verdade, a gente não tem como ter democracia. Desde a construção do golpe de 2016, já havia o funcionamento da mentira”, avaliou ela.

Marcia Tiburi alertou ainda para o crescimento do “negócio do fascismo” no Brasil, onde o discurso de ódio vem gerando bons resultados eleitorais. “Temos que tomar cuidado com os candidatos a Hitler. Existem muitos candidatos a Hitler ou candidatos a Bolsonaro. No Brasil, o fascismo virou um bom negócio político. Tanto que eles se elegeram às pencas em 2018. Os discursos mais estapafúrdios e inadequados tiveram um tremendo efeito de poder”, completou.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email