MP cobra até US$ 2 bilhões de Bolsonaro e Ricardo Salles por fim do Fundo Amazônia

De acordo com o Ministério Público, o encerramento da instituição pode ter levado à "ocorrência de prejuízos ao Brasil, sobretudo às políticas públicas de preservação ambiental"

www.brasil247.com - Ministro Ricardo Salles comenta incêndios na Austrália
Ministro Ricardo Salles comenta incêndios na Austrália (Foto: Reprodução)


247 - O Ministério Público (MP) entrou, nesta quinta-feira (30), com uma ação no Tribunal de Contas da União (TCU) cobrando até US$ 2 bilhões de Jair Bolsonaro (PL) e do ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles por terem acabado com o Fundo Amazônia. De acordo com o MP, o encerramento do fundo pode ter levado à "ocorrência de prejuízos ao Brasil, sobretudo às políticas públicas de preservação ambiental".

O subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado pediu ao TCU apuração da conduta "intransigente, temerária e ideologizada" de Bolsonaro e Salles. 

Alemanha e Noruega financiavam o Fundo Amazônia. Eram US$ 3 bilhões para políticas de proteção ambiental.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email