14 comentários sobre a chacina de Campinas que mostram que o Brasil precisa de recall

Selecionados pelo site Sensacionalista, 14 comentários sobre a tragédia sem precedentes, que deixou 12 mortos na noite de revéillon em Campinas (SP), provam que o país precisa passar por um recall – e que a luta contra a misoginia e o machismo não avançou tanto quanto pensávamos

Selecionados pelo site Sensacionalista, 14 comentários sobre a tragédia sem precedentes, que deixou 12 mortos na noite de revéillon em Campinas (SP), provam que o país precisa passar por um recall – e que a luta contra a misoginia e o machismo não avançou tanto quanto pensávamos
Selecionados pelo site Sensacionalista, 14 comentários sobre a tragédia sem precedentes, que deixou 12 mortos na noite de revéillon em Campinas (SP), provam que o país precisa passar por um recall – e que a luta contra a misoginia e o machismo não avançou tanto quanto pensávamos (Foto: Gisele Federicce)

Do Sensacionalista - Durante a queima de fogos, Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, pulou o muro de uma casa em Campinas e matou 12 pessoas, entre elas sua ex-mulher Isamara Filier, de 41 anos, e o filho João Victor Filier de Araújo, de 8 anos. O motivo da chacina seria a separação do casal e uma briga judicial pela guarda do filho, que estava sob custódia da mãe. Sidnei se matou após o crime.

No carro do atirador um celular com gravações foi encontrado. Nos áudios ele pede desculpas à polícia “pelo transtorno”, nega as acusações de abuso sexual contra o filho e se refere à ex-mulher e outras mulheres da família como “vadias”. Após o crime, centenas de comentários feitos nos portais de notícias e no Facebook culparam o sistema judiciário, o feminismo e as vítimas. Defensores do homem que “foi macho” e “teve que ter coragem” para fazer o que fez.

Em face a esta tragédia sem precedentes, selecionamos 14 comentários que provam que o país precisa passar por um recall – e que a luta contra a misoginia e o machismo não avançou tanto quanto pensávamos.

Não concordo com a atitude extremada, mas…

02

Ou deveria ter ido atrás de seus direitos de forma legal, sem matar ninguém. Será que o amigo acima pensou nisso?

03

E colocaram a culpa no filho? Sim. Colocaram a culpa na mãe? Sim.

04

Mais fácil culpar uma mulher morta pelo ex-marido do que culpar o ex-marido assassino.

05

Mais uma vez a culpa é da mulher ou até mesmo da geração que está por vir. O homem acusado de abusar sexualmente do filho, extremamente misógino e que matou 12 pessoas, não.

06

Culpe o casamento enquanto instituição ou as mulheres que ganharam a guarda dos filhos na Justiça e ousaram cobrar do pai uma pensão para sustentar a cria. Não culpe o assassino.

“Não é certo matar mas NUNCA TESTE UM HOMEM”

Comprovando a máxima de que nada se aproveita do que vier depois do “mas…”

08

O (mano) acha que a carta representa a realidade brasileira, em que um homem confessa que pretendia matar toda a família e está certo. Culpa a “sociedade contemporânea”, acusa as minorias de oprimirem e diz que respeita a atitude do assassino. Ainda diz que pelo menos 10% dos homens deveriam ter essa coragem, porque “se perdeu a virilidade para as drogas e o homossexualismo” (sic), mas o problema não é ele, nem o assassino, o problema é tudo o que está aí…

09

Mulher e pensão: as grandes culpadas por um homem invadir uma casa armado e tirar a vida de 12 pessoas durante uma festa de revéillon.

10

“Machismo não existe e o feminismo é uma besteira” mas aí o homem foi MUITO MACHO para fazer o que fez. Lamentável.

Mais uma vez uma vítima sendo culpada pelo crime que o machismo cometeu, mas o problema é o “Sistema feminista”.

Essa sequência de comentários não precisa de legenda.

Bate na ex-mulher e diz que da próxima vez vai atirar nela, mas o problema está no governo corrupto e no judiciário corrupto e fraco. O avatar do rapaz fala por si só. Vem meteoro!

14

“Nada justifica, mas…”

Não é preciso falar mais nada.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247