247 dá lição de jornalismo 2.0 na #SMWSP

Idealizador do primeiro jornal para iPads e outros tablets, Leonardo Attuch defende informao "livre e gratuita" na Social Media Week

247 dá lição de jornalismo 2.0 na #SMWSP
247 dá lição de jornalismo 2.0 na #SMWSP (Foto: Felipe L. Gonçalves/247)

247 - Na Social Media Week São Paulo, não é só a publicidade que se redefine, mas o próprio jornalismo busca se redesenhar. Para discutir os rumos da informação na era digital, a #REDEMIS, núcleo de atividades do Museu da Imagem e do Som, e o Brasil 247, primeiro jornal para tablets do País, promovem uma série de mesas no maior evento de mídias sociais do Brasil. Nesta segunda-feira, 13, o idealizador do 247, Leonardo Attuch, explicou ao público os desafios do modelo 2.0 de fazer jornalismo.

A principal marca do 247 é a gratuidade da publicação. Além de todo o conteúdo do site ser aberto, os apps com o jornal para o iPad, outros tablets e smartphones são gratuitos. “Cultura online é gratis, a informação quer ser livre”, defendeu Attuch. Para manter esse modelo de abertura de conteúdos, o jornal conta com verba de publicidade, mantida hoje por bancos, montadoras de veículos e seguradoras.

O paradigma do jornal é o colaborativismo. Assim, o jornal busca fontes de informação de referência e credibilidade na internet e faz intercâmbio de conteúdo. Um exemplo é a parceria com o portal Sul 21, case bem-sucedido no Rio Grande do Sul. Enquanto o 247 utilizava material do site sobre o Fórum Social Mundial, realizado no fim de janeiro, o portal gaúcho publicou reportagens do 247 sobre a Campus Party Brasil 2012, que teve um canal exclusivo no jornal.

“O essencial não é o papel, não é a tinta, não é a impressora; mas sim a informação, o conteúdo de qualidade”, sublinha Attuch. Ao eliminar todos esses gastos listados por ele, o jornalismo oferecido tem condições de ser de graça. Os jornalistas também deixam de ser “donos da informação” e abrem os portões para as difusas vozes da web.

“Qual é o mandamento que diz que o jornalista profissional é mais competente que o blogueiro?”, questiona Attuch. Partindo desse impulso, o 247 reproduz conteúdo de blogs e de redes sociais, dando o devido crédito e fazendo análises com base no que a “imprensa alternativa” divulga. Assim, constitui-se um jornalismo mais horizontal, baseado muito mais nos públicos digitais do que a cartilha “de cima para baixo”, seguida à risca por veículos tradicionais de comunicação.

As próximas mesas da #REDEMIS, representada pelo coordenador José Luiz Goldfarb (foto acima) e do Brasil 247 serão:

Terça, 14: 19h30 – Rumor ou Informação: Como apurar notícias na rede?

Com R7, O Sensacionalista, E.Farsas e 247

Quarta, 15: 15h – Curadoria de Informação

Com Yahoo!, Editora Globo, Blog Mídia8!, 247 e Walter Lima Jr.

Quinta, 16: 19h30 – Os Desafios da Cultura do Grátis

Com Veja, Casa da Cultura Digital e Beth Saad

A Social Media Week São Paulo ocorre no Museu da Imagem e do Som, na Avenida Europa, 158, na capital paulista.

A participação é gratuita.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247