A garota mais odiada da internet

Vtima de cyberbullying, a estudante Kiki Kannibal tinha 14 anos quando viu seu mundo online se transformar em um inferno real

Siga o Brasil 247 no Google News

Natália Rangel_247 - A brincadeira começou online e terminou na delegacia de polícia. Quando começou a postar fotos e comentarios em sites de relacionamento, a americana Kiki Ostrenga, 14 anos, não imaginava o que viria pela frente. Ela assinava como Kiki Kannibal. Bonita, sexy e provocativa, ela se tornou celebridade entre internautas e estrela do mundo virtual com mais de 2,5 milhões de acessos diários em seu blog. A sua história está na última edição da revista Rolling Stone. A popularidade da moça, no entanto, cresceu e estrapolou os limites virtuais e ganhou contornos bem reais.

Kiki passou a ser perseguida e hostilizada em lugares públicos. Seu computador chegou a ser apreendido pela polícia especializada em casos de pedofilia porque ela recebeu convites e manteve chats com perfis suspeitos de serem criminosos. Um ano depois de começar a sua troca na internet, Kiki percebeu que tinha desafetos. Passou a receber ameaçar e ataques online. E depois as agressões se tornaram reais. Aos 14 anos, saindo para ir a escola com a mãe e a irmã mais nova, todos se depararam com vários xingamentos pixados no muro da residência. O caso foi levado à polícia da Flórida. A atividade online também havia lhe trazido um namorado: Danny. Ela descobriria mais tarde, e a duras penas, que ele já enganara e se envolvera com várias garotas conhecidas através da internet. Danny era um criminoso procurado no Peru por pedofilia.

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email