ABI: ameaça do ministro da Justiça contra Aroeira e Noblat é estarrecedora

Presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Paulo Jerônimo disse que o pedido de investigação feito ministro André Mendonça não calará os defensores da liberdade de imprensa e da democracia. "Aroeira e Noblat têm, neste momento, a defesa incondicional da ABI"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) condenou o ataque do governo Jair Bolsonaro nesta segunda-feira, 15, à liberdade de expressão do jornalista Ricardo Noblat e do cartunista Renato Aroeira por conta de uma charge que relaciona Jair Bolsonaro à suástica nazista

"É estarrecedor que o ministro da Justiça, André Luiz Mendonça, anuncie a abertura de um inquérito policial contra o chargista Aroeira e o colunista Ricardo Noblat, devido a uma ilustração criada pelo primeiro e reproduzida pelo segundo, associando Bolsonaro ao nazismo", afirma a ABI em nota assinada pelo presidente, Paulo Jerônimo. 

"No entanto, as ameaças não calarão os defensores da liberdade de imprensa e da democracia. Aroeira e Noblat têm, neste momento, a defesa incondicional da ABI", diz o texto. 

O ministro da Justiça, André Mendonça, anunciou nesta tarde o mais duro ataque do governo de Jair Bolsonaro à liberdade de expressão. O motivo é uma charge de Renato Aroeira, um dos mais consagrados cartunistas brasileiros, em que uma cruz vermelha de um hospital é transformada em suástica, símbolo do nazismo. Trata-se de uma crítica amparada pela liberdade de expressão, que é cláusula pétrea da Constituição brasileira.

Leia, abaixo, a nota da ABI na íntegra:

Nota da ABI

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247