Afinal, para quê usamos o iPad...

Pesquisa de Instituto americano revela que a maior funo do tablet informar

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A vida ameaçada dos jornais impressos não é um debate recente. Pesquisas feitas dentro e fora do País indicam que muitos consumidores de conteúdo já migraram do papel para o ambiente virtual. A novidade agora é o uso de tablets para esse mesmo fim. Um estudo feito pela Reynolds Journalism Institute (RJI), dos Estados Unidos, traça um perfil dos usuários do iPad e revela que a maioria usa o aparelho para se informar.

Os resultados da pesquisa sugerem que o comportamento desses usuários – maioria homem, com alto grau de instrução e idade entre 35 e 64 anos – devem diminuir consideravelmente os jornais de papel no futuro, que sabemos não ser nada distante. Manter-se atualizado é a principal atividade de 84,4% dos 1609 usuários de iPad que responderam a pesquisa, em dezembro de 2010. Em um dia comum, 78,6% deles gastam ao menos 30 minutos consumindo notícias pelo tablet e 48,9% gastam mais de uma hora.

O levantamento sugere ainda uma migração da leitura feita através de sites da Internet – que também podem ser acessados por computadores e smartphones – para os tablets. Dos consumidores que dedicam ao menos uma hora do dia com a leitura de notícias no iPad, mais de nove entre 10 (71,8%) preferem ler notícias através de aplicativos ao invés de utilizar a janela de navegação da Internet e entrar em um site, mesmo que seja a mesma fonte de informação.

Quem consome notícias o faz através de várias mídias. Porém, o que o estudo da RJI mostra é que quanto mais o usuário usa o tablet para se informar, menos ele usa jornais impressos. Uma prova disso é a tendência de mais da metade dos consumidores que gastam mais de um hora por dia consumindo notícias e ao mesmo tempo têm assinatura de jornal impresso estarem propensos a cancelarem sua assinatura impressa nos próximos seis meses.

Os veículos de informação têm investido cada vez mais no público alvo usuário de tablets. Os jornais mais populares já desenvolveram seus aplicativos e os planos de assinatura começam a ser criados. Nessa quarta-feira, o americano Wall Street Journal passou a cobrar US$ 1,99 por cada exemplar em seu aplicativo do iPad.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email