Alckmin e Aécio foram enxotados da Paulista, mas Folha viu “assédio”

Jornal diz que tucanos Geraldo Alckmin e Aécio Neves foram recebidos na Avenida Paulista neste domingo com um "misto de hostilidade e assédio"; governador e senador, porém, foram na verdade xingados dos nomes mais impronunciáveis, além de "corruptos", e praticamente expulsos do local, de onde saíram em meia hora

Jornal diz que tucanos Geraldo Alckmin e Aécio Neves foram recebidos na Avenida Paulista neste domingo com um "misto de hostilidade e assédio"; governador e senador, porém, foram na verdade xingados dos nomes mais impronunciáveis, além de "corruptos", e praticamente expulsos do local, de onde saíram em meia hora
Jornal diz que tucanos Geraldo Alckmin e Aécio Neves foram recebidos na Avenida Paulista neste domingo com um "misto de hostilidade e assédio"; governador e senador, porém, foram na verdade xingados dos nomes mais impronunciáveis, além de "corruptos", e praticamente expulsos do local, de onde saíram em meia hora (Foto: Gisele Federicce)

247 – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o senador Aécio Neves foram recebidos na Avenida Paulista neste domingo 13, durante as manifestações anti-governo, aos gritos de "corruptos" e xigamentos impronunciáveis.

Vídeos mostram a reação de manifestantes revoltados com a chegada dos tucanos. Alckmin foi chamado de "ladrão de merenda" e, Aécio, cobrado pelas cinco citações em delações da Lava Jato, entre elas pela acusação de comandar um esquema de corrupção em Furnas.

Diante da reação negativa, a dupla foi embora em meia hora da Paulista. Para a reportagem da Folha de S. Paulo, porém, houve um "misto de hostilidade e apoio" na recepção dos tucanos. O jornal destaca que "houve também quem quisesse tirar selfies com a dupla".

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247