Aliança golpista fecha com Alckmin para deixar tudo como está, diz Kotscho

Para o jornalista, "se tudo der certo na estratégia do establishment, Alckmin será o ungido nas urnas para deixar tudo como está e depois ver como fica. Para isso, o ex-governador paulista terá que entregar os dedos e os anéis ao 'Centrão', que comandará o Congresso, e manter as reformas da 'Ponte para o Futuro' e todo o 'legado' de Temer"

Aliança golpista fecha com Alckmin para deixar tudo como está, diz Kotscho
Aliança golpista fecha com Alckmin para deixar tudo como está, diz Kotscho

247 – O jornalista Ricardo Kotscho diz, em novo post em seu blog, que só o “MDB, quem diria ficou de fora- por enquanto” e que “Todo o resto, tirante os partidos de esquerda, fechou com o tucano Geraldo Alckmin como candidato único do “centro”, o novo nome da direita brasileira”.

Para ele, “O mercado comemora, a Bolsa deve subir e o dólar cair, após a guinada do poderoso “Centrão”, formado por Eduardo Cunha para derrubar Dilma Rousseff em 2016, e colocar Michel Temer em seu lugar, “com Supremo e tudo”.

Kotscho diz ainda que “Se tudo der certo na estratégia do establishment, Alckmin será o ungido nas urnas para deixar tudo como está e depois ver como fica. Para isso, o ex-governador paulista terá que entregar os dedos e os anéis ao “Centrão”, que comandará o Congresso, e manter as reformas da “Ponte para o Futuro” e todo o “legado” de Temer”.

Leia aqui a íntegra do texto no Balaio do Kotscho.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247