Alvo da PF, Allan dos Santos diz que Alexandre de Moraes age como "nazistas "e "comunistas"

Alvo de uma operação da PF no âmbito do inquérito das fake news, o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos disse que "nem mesmo no período do regime militar tínhamos ações como essa" e que "em breve essa porcaria vai acabar”

Allan dos Santos
Allan dos Santos (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum -  - O blogueiro Allan dos Santos, do Terça Livre, alvo de ação da Polícia Federal contra fake news, afirmou que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu “o maior ataque que a suprema corte já sofreu na história do Brasil”.

“Nós não vamos nos calar. Nem mesmo no período do regime militar tínhamos ações como essa. Foi uma desmoralização para toda a suprema corte, e eu não tenho dúvida que em breve essa porcaria vai acabar”, disse o blogueiro, que ainda revelou como foi a abordagem da PF em sua casa.

Allan ainda insinuou que a ação da PF, um dia depois da realizada na casa do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi para mostrar isenção da corporação.

“Eu não tenho foro para ser investigado. Como é que toda a corte se submete a uma ação dessa? É um absurdo. É muito político. Por que você faz uma operação desta um dia depois da ação do Witzel? ‘É para mostrar que somos apolíticos’… é uma ova. É uma ação política.”

Mais cedo, em entrevista à CNN, Allan comparou a ação de Moraes ao de Adolf Hitler

“O Alexandre de Moraes usa de toda a força do estado, assim como Hitler. Ele age assim como os nazistas agiram, age como os comunistas costumam agir. Nós não estamos mais vivendo em uma democracia”, falou.

Leia a íntegra na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247