CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Anatel: proibir vendas é mais eficaz do que multar

"As empresas têm que resolver rapidamente os problemas com o celular de terceira geração, antes de começar a atuar na quarta geração", disse o presidente da Agência, João Batista Rezende, em audiência pública sobre a qualidade do sinal de telefonia móvel

Anatel: proibir vendas é mais eficaz do que multar (Foto: AGÊNCIA BRASIL)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Lara Haje _Agência Câmara - O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Batista de Rezende, afirmou nesta quarta-feira 5 que a proibição de vendas de chips é medida mais eficaz do que a aplicação de multas pelos problemas da qualidade do serviço de telefonia celular. "As empresas têm que resolver rapidamente os problemas com o celular de terceira geração, antes de começar a atuar na quarta geração", disse, em audiência pública sobre a qualidade do sinal de telefonia móvel no País, promovida pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle.

Entre julho e agosto, a Anatel proibiu TIM, Claro e Oi de vender chips em vários estados do País por 11 dias, por conta do aumento das reclamações quanto à qualidade do serviço prestado. Em cada estado, a empresa com maior índice de reclamações foi proibida de comercializar chips. A agência liberou as vendas após as empreses terem apresentado plano de melhoria da qualidade e terem se comprometido a investir R$ 20 bilhões até 2014.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A agência anunciou que vai acompanhar a cada três meses, município por município, a evolução dos indicadores de qualidade do serviço e do plano de investimentos. Rezende se propôs voltar à comissão após a primeira avaliação da Anatel sobre a medida, que será feita daqui a dois meses.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO