Android é o sistema mais vulnerável a invasões

Nmero de vrus criados para atacar a plataforma mvel do Google aumentou 427% desde julho deste ano

Android é o sistema mais vulnerável a invasões
Android é o sistema mais vulnerável a invasões (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O Android é a plataforma móvel mais atacada por programas danosos. A posição de liderança foi atribuída ao sistema do Google a partir de uma pesquisa realizada por uma empresa especializada em segurança, a Juniper Networks. Segundo o levantamento, o número de vírus para Android aumentou em 427% desde julho de 2011. Segundo o comunicado publicado no site oficial da companhia, a facilidade de desenvolvimento de aplicativos no sistema do Google é a grande responsável pelas ameaças digitais.

A abertura no Android contrasta com a “retranca” da Apple, que não sinaliza que vá abrir seus códigos para os desenvolvedores. Por este motivo, são raros os casos de vírus nos sistemas Mac. Além do fácil acesso, no sistema Google é possível criar aplicativos sob o anonimato. “Basta U$25 e uma conta de desenvolvedor”, relata a Juniper.

O aplicativo funciona como um cavalo de tróia no aparelho. Uma vez instalado, o vírus consegue obter acesso a todo o aparelho, o que facilita a instalação involuntária de outras pragas. A maioria desses programas (55%) são spywares – espiões que roubam informações dos usuários.

A falta de atualizações na segurança dos aparelhos também colabora com as invasões. Cerca de 90% dos usuários estão vulneráveis devido a desatualização do sistema. Os hackers sabem disso, e aproveitam cada vez mais a fragilidade para benefícios próprios.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email