Antagonista diz que "sem Lula e Bolsonaro, Moro vence em todos os cenários"

Site que defende o ex-juiz parcial esqueceu de dizer que Lula e Bolsonaro representam 71% das intenções de voto no país, segundo a pesquisa Futura/ModalMais citada pelo veículo

Sergio Moro
Sergio Moro (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O site O Antagonista, que tem atuado em defesa dos interesses do ex-juiz parcial Sergio Moro, publicou nesta quarta-feria (22) trecho da pesquisa Futura/ModalMais para dizer que Moro vence todos os candidatos no cenário sem o ex-presidente Lula nem Jair Bolsonaro. 

"Nesse caso, Sergio Moro teria entre 26,9% e 29,1%, seguido de Ciro Gomes (20,1% a 19,4%) e Fernando Haddad (16,6% a 18,3%). Os tucanos João Doria (4,1%) e Eduardo Leite (3,1%) não deslancham", escreve o Antagonista. 

Segundo a mesma pesquisa Futura/ModalMais, Lula lidera a preferência dos eleitores com 38,6% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro (32,4%) e por Moro (11,9%). O ex-juiz não consegue superar Lula em um segundo turno, de acordo com a pesquisa. Em uma segunda rodada do pleito, Lula teria 46,6% dos votos e o ex-juiz, 33,6%.

PUBLICIDADE

Em um segundo turno contra Bolsonaro, Lula teria 49,2% dos votos, contra 38,4% do atual chefe do governo. A pesquisa também simula uma disputa entre Moro e Bolsonaro - cenário improvável -, no qual Moro vence com 38,8% contra 35,7%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email