Apoio a Moro e Bolsonaro cai 32% nas redes sociais

O apoio a Moro e Bolsonaro caiu 32% nas redes sociais; segundo levantamento do Reconta aí, os atos que geraram 853 mil tuítes em 26 de maio, de acordo com a própria rede social, diminuíram 68,7% ontem

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - O governo Jair Bolsonaro, seu ministro da Justiça Sérgio Moro e seus aliados habituais podem até negar o enfraquecimento dos movimentos de apoio nas ruas durante as manifestações de ontem (30), mas no Twitter a queda é inevitável: o slogan “desMoronou” faz agora todo o sentido em números coletados nas redes sociais pelo monitoramento do Reconta Aí. A reportagem é do site Reconta Ai.

Estagnação e queda

É a segunda manifestação convocada por apoiadores do governo num período de 30 dias. Como o governo se atropela, as pautas dos atos seguem o mesmo rumo. O que era para ser em defesa da Reforma da Previdência, do ministro e do governo, acabou como uma defesa do indefensável: ataques ao Congresso e ao STF.

A queda

Nessa toada, os atos que geraram 853 mil tuítes em 26 de maio, de acordo com a própria rede social, diminuíram para 68,7% ontem. De acordo com o monitoramento do Reconta aí, foram 586 mil tuítes até 20h21 de domingo (30). #EuVejoEuOuço o Moro esvaziando.

Os mesmos apoios

Os apoios vieram do lugar habitual. Mais de 11 mil publicações foram retuítes de postagens da deputada federal Carla Zambelli. Álvaro Dias e Bia Kicis também deram aquela força. Já sobre a Reforma da Previdência… Só 4,41% das ocorrências coletadas se referiram ao projeto. 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247