Apontado como operador da Odebrecht, chinês residente nos EUA delata advogados

Apontado como operador da Odebrecht, Wu-Yu Sheng, radicado nos Estados Unidos desde 2014, denunciou os advogados que o defenderam da Lava-Jato

Apontado como operador da Odebrecht, chinês residente nos EUA delata advogados
Apontado como operador da Odebrecht, chinês residente nos EUA delata advogados
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Apontado como operador da Odebrecht, Wu-Yu Sheng, radicado nos Estados Unidos desde 2014, denunciou os advogados que o defenderam da Lava-Jato.

Em 2016, Wu foi abordado por um grupo de defensores dizendo que ele estava sendo processado em Curitiba e se dispuseram a representá-lo. O chinês desembolsou 500 mil dólares pelo serviço.

O problema é que até hoje o suposto operador não foi processado no Paraná, como teriam dito seus advogados. A primeira – e até agora única – denúncia veio na "Operação Câmbio, Desligo", em 2018, no Rio de Janeiro.

A informação foi publicada na coluna Radar da revista Veja.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email