Após sua morte, internautas resgatam artigo de Danuza Leão criticando "porteiro" viajando para o exterior

Danuza escreveu em 2012 que ir a Paris ou Nova York havia perdido a graça porque já não era algo exclusivo – uma vez que até o porteiro do prédio pode realizar esses desejos

www.brasil247.com - Danuza Leão
Danuza Leão (Foto: Reprodução/Youtube)


Por Laís Gouveia, 247 - Após Danuza Leão morrer nesta quarta-feira, aos 88 anos, vítima de insuficiência cardíaca, internautas resgataram um episódio polêmico envolvendo a ex-modelo e colunista. 

O ano era 2012 e o Brasil passava por um momento de ascensão social com as políticas econômicas promovidas pelos governos de Lula e Dilma. 

Neste contexto, faixas sociais historicamente excluídas no Brasil começaram a criar hábitos antes exclusivos aos mais abastados, como frequentar universidades públicas e viajar de avião.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tal movimentação econômica aparentemente não agradou Danuza, que em artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo mostrou-se incomodada com o fato.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Danuza dizia que ir a Paris ou Nova York havia perdido a graça porque já não era algo exclusivo – uma vez que até o porteiro do prédio pode realizar esses desejos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“As viagens, por exemplo: já se foi o tempo em que ir a Paris era só para alguns; hoje, ninguém quer ouvir o relato da subida do Nilo, do passeio de balão pelo deserto ou ver as fotos da viagem –e se for o vídeo, pior ainda– de quem foi às muralhas da China. Ir a Nova York ver os musicais da Broadway já teve sua graça, mas, por R$ 50 mensais, o porteiro do prédio também pode ir, então qual a graça? Enfrentar 12 horas de avião para chegar a Paris, entrar nas perfumarias que dão 40% de desconto, com vendedoras falando português e onde você só encontra brasileiros –não é melhor ficar por aqui mesmo?”, disse Danuza, que se desculpou na sequência após a repercussão negativa.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email