'App espião' brasileiro se passa por WhatsApp e consegue monitorar e usar o celular

Um novo tipo de “app espião”, criado no Brasil e batizado de BRata, está afetando usuários brasileiros. O malware é capaz de enviar informações confidenciais para os criminosos em tempo real, além de permitir acesso remoto ao aparelho sem que o dono perceba

(Foto: app-espião-BRata)

247 - Um novo tipo de “app espião”, criado no Brasil e batizado de BRata (Brazilian RAT, sigla para Remote Access Tool, ou Ferramenta de Acesso Remoto, em português), está afetando usuários brasileiros.

Para se instalar no celular da vítima, o aplicativo se passa por uma atualização do WhatsApp e, quando começa a funcionar, é capaz de enviar informações confidenciais para os criminosos em tempo real, além de permitir acesso remoto ao aparelho sem que o dono perceba. 

O malware foi descoberto no início deste ano e já fez mais de 20 mil vítimas, segundo divulgado nesta quarta-feira (28) na Conferência Latinoamericana de Segurança da Kaspersky, na Argentina. 

Dmitry Bestuzhev, diretor da equipe de segurança e análise da empresa , explicou em entrevista ao TechTudo. “Este não é um trojan bancário clássico, que rouba informações de banco. Ele também permite espelhar a tela do celular infectado e tem total capacidade de espionagem do aparelho. Não é só sobre roubo de credenciais que estamos falando, mas sobre o roubo de qualquer informação disponível no celular da vítima”, disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247