Arthur Lira pode ser um novo Eduardo Cunha, diz Luís Costa Pinto

“Lira é o representante do que há de pior na política e talvez o personagem mais parecido com Cunha no Congresso. A forma como ele exerce o poder dentro da bancada é uma forma muito parecida com a que Cunha exercia”, comparou o jornalista. Assista na TV 247

Arthur Lira, Luís Costa Pinto e Eduardo Cunha
Arthur Lira, Luís Costa Pinto e Eduardo Cunha (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Luís Costa Pinto, de Brasília, avaliou em participação na TV 247 que o deputado federal Arthur Lira (PP-AL), candidato de Jair Bolsonaro à presidência da Câmara dos Deputados que concorre com o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), pode se tornar o novo Eduardo Cunha.

Cunha exerceu o papel de presidente da Câmara e se mostrou um dos principais articuladores do golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff. Na opinião de Costa Pinto, assim como Cunha, Lira tem chances de acabar seu mandato na prisão. “O Arthur Lira é não só o representante do baixo claro, é o representante do que há de pior na política e talvez nos últimos tempos seja o personagem mais parecido com o Eduardo Cunha que exista no Congresso desde que o Cunha foi para a cadeia. O Arthur Lira tem condições reais de ir para a cadeira também. A forma como ele exerce o poder dentro da bancada é uma forma muito parecida com a que Eduardo Cunha exercia. O Cunha é um sujeito perverso, um facínora, mas do ponto de vista intelectual, absolutamente estudioso e focado. Essas características o Arthur Lira não tem. O Baleia, nesse sentido, é melhor. Ele tem o defeito de ser quase um filhote do Michel Temer, e a gente sabe que o que vem dali não é confiável”.

Sobre a eleição para a presidência do Senado, Luís Costa Pinto afirmou que a escolha por Simone Tebet (MDB-MS) pode ser muito significativa, já que representaria o comando do Congresso Nacional por uma mulher em meio a um “governo de cafajestes”. “É uma parlamentar de médio clero e independente em relação ao Palácio do Planalto, com a vantagem de ser mulher. O parlamento brasileiro nunca teve uma presidente mulher, seja na Câmara, seja no Senado. Essa novidade é interessante, sobretudo em um governo de cafajestes. A gente tem no Palácio e na Esplanada diversos cafajestes, que são homens que agem como cafajestes. Em muitos momentos o Bolsonaro e alguns ministros agem como se fossem personagens do Jece Valadão, como se fossem um Carlos Imperial em um cargo público. São cafajestes!”.

“O Baleia Rossi na Câmara e a Simone Tebet no Senado podem ser uma dupla surpreendentemente interessante”, concluiu.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email