Banida por Apple, Google e Amazon, Parler, rede social da extrema-direita, deixará de operar

Jair Bolsonaro, trumpistas e bolsonaristas mantêm conta nesta plataforma

(Foto: Renato Aroeira)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O Parler, rede social que poderia ser usada pela extrema-direita para substituir o twitter, que baniu Donald Trump, ficará inoperante depois de ser banida pelas três grandes bic techs: Google, Apple e Amazon. "A Amazon, que hospeda o Parler, está retirando o aplicativo/site do seu servidor a partir das 05h59 de segunda-feira (horário de Brasília). Com isso, caso não achem um novo servidor para hospedar o aplicativo/site, o Parler ficará inoperável", informa o perfil Eleições EUA, em em seu twitter.

A Apple também disse, em carta à rede social, que o aplicativo será removido da loja até que uma atualização esteja de acordo com as diretrizes da Apple e que o aplicativo tenha capacidade de controlar e filtrar os conteúdos "perigosos e prejudiciais" que estão presentes por lá. O mesmo foi feito pelo Google.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email