Baseado em carta de Lula, Reinaldo sugere reviravolta eleitoral

O colunista Reinaldo Azevedo acredita que a menção a Alckmin e a sua vice na carta escrita por Lula aponta para uma reviravolta na disputa por uma vaga no segundo turno das eleições para presidente; Azevedo diz que, a julgar pelo tom da carta de Lula - e pela sua habitual capacidade de prever os cenários eleitorais, "Alckmin deve crescer e disputar o segundo turno"

Baseado em carta de Lula, Reinaldo sugere reviravolta eleitoral
Baseado em carta de Lula, Reinaldo sugere reviravolta eleitoral (Foto: Ari Versiani/Ag.Ponto)

247 - O colunista Reinaldo Azevedo acredita que a menção a Alckmin e a sua vice na carta escrita por Lula aponta para uma reviravolta na disputa por uma vaga no segundo turno das eleições para presidente. Azevedo diz que, a julgar pelo tom da carta de Lula - e pela sua habitual capacidade de prever os cenários eleitorais, "Alckmin deve crescer e disputar o segundo turno". 

O colunista destaca: "em carta endereçada a rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, o líder petista desceu o sarrafo em Geraldo Alckmin, candidato tucano à Presidência, e em sua vice, a senadora Ana Amélia (PP). Pior: por caminhos tortos, ligou um episódio de violência, de que sua caravana foi vítima no Paraná, aos dois adversários. Afirmou ter sido recebido com muito carinho pelos pobres, mas com hostilidade pelas elites."

E aponta o trecho do texto de Lula que considera importante termômetro eleitoral: “importante lembrar que tal ato de violência foi elogiado por uma senadora gaúcha, hoje candidata a vice-presidente na chapa tucana. Aliás, quando logo depois do ônibus em que eu viajava ser atingido a tiros no Paraná, o candidato do PSDB a presidente da República justificou o ato terrorista dizendo: ‘O PT colhe o que planta’ Esse é o retrato fiel da elite brasileira'."

Azevedo ainda complementa e relembra o episódio: "de fato, Alckmin pronunciou a frase infeliz. E eu o censurei aqui. Ele depois a retirou e condenou a violência. Com efeito, Ana Amélia assim se expressou sobre a hostilidade em cidades do Rio Grande do Sul à caravana liderada por Lula."



Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247