Boff: ‘a democracia triunfará, especialmente sobre a Globo’

O escritor Leonardo Boff reforçou a sua posição contra o impeachment da presidente Dilma, ou seja, a favor da democracia. E criticou a Globo; "Não estamos mais num voo cego. Meu sentimento do mundo me diz que a democracia triunfará bem sobre os golpistas, especialmente sobre a TVGlobo", disse o teólogo no Twitter; o escritor. também resolveu bater duro no presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quem conduz o processo de impeachment na Casa; "O parlamento é culpável, é uma vergonha internacional o fato de Eduardo Cunha, criminoso notório, possa vir a ser vice-presidente e presidente"

O escritor Leonardo Boff reforçou a sua posição contra o impeachment da presidente Dilma, ou seja, a favor da democracia. E criticou a Globo; "Não estamos mais num voo cego. Meu sentimento do mundo me diz que a democracia triunfará bem sobre os golpistas, especialmente sobre a TVGlobo", disse o teólogo no Twitter; o escritor. também resolveu bater duro no presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quem conduz o processo de impeachment na Casa; "O parlamento é culpável, é uma vergonha internacional o fato de Eduardo Cunha, criminoso notório, possa vir a ser vice-presidente e presidente"
O escritor Leonardo Boff reforçou a sua posição contra o impeachment da presidente Dilma, ou seja, a favor da democracia. E criticou a Globo; "Não estamos mais num voo cego. Meu sentimento do mundo me diz que a democracia triunfará bem sobre os golpistas, especialmente sobre a TVGlobo", disse o teólogo no Twitter; o escritor. também resolveu bater duro no presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quem conduz o processo de impeachment na Casa; "O parlamento é culpável, é uma vergonha internacional o fato de Eduardo Cunha, criminoso notório, possa vir a ser vice-presidente e presidente" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O escritor Leonardo Boff reforçou, neste sábado (16), a sua posição contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), ou seja, a favor da democracia. E criticou a Globo.

"Não estamos mais num voo cego. Meu sentimento do mundo me diz que a democracia triunfará bem sobre os golpistas, especialmente sobre a TVGlobo", disse o teólogo no Twitter.

O intelectual também resolveu bater duro no presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quem conduz o processo de impeachment da Casa.

"O parlamento é culpável, é uma vergonha internacional o fato de Eduardo Cunha, criminoso notório, possa vir a ser vice-presidente e presidente", afirmou. Caso o impeachment seja aprovado, quem assume é o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e Cunha fica como vice.

O presidente da Câmara é réu no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo recebimento de propina desvendado pela Operação Lava Jato. O peemedebista já era acusado de ter recebido US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios-sondas da Petrobras, conforme foi apontado  em delação premiada pelo consultor Júlio Camargo. O procurador da República, Rodrigo Janot, confirmou as acusações.

Segundo as investigações, o negócio foi feito sem licitação e ocorreu por intermediação do empresário Fernando Soares e o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró. 

Cunha foi alvo da nova denúncia. Um dos delatores da 'Lava Jato', o empresário Ricardo Pernambuco Júnior, da Carioca Engenharia, afirmou que as empresas ligadas à construção do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, teriam que pagar R$ 52 milhões em propinas [cerca de ou 1,5% do valor total dos Certificados de Potencial de Área Construtiva (Cepac)] a Cunha (veja aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247