Bolsonaro admite que pode voltar atrás sobre decisão de excluir Folha de edital

Bolsonaro critica o jornal, para o qual segundo ele "a eleição não acabou", mas disse que "se a gente ferir qualquer norma ética ou legal, a gente volta atrás. Sem problema"

(Foto: Reprodução)

247 - Jair Bolsonaro admitiu, em entrevista à TV Record, que pode voltar atrás na decisão que tirou a Folha de S.Paulo do edital de veículos assinados pelo governo.

"A questão da Folha de S.Paulo não é de hoje. Para a Folha de S.Paulo, a eleição não acabou. Agora, se a gente ferir qualquer norma ética ou legal, a gente volta atrás. Sem problema. Agora, de qualquer maneira, a gente vai reduzir essa despesa também sem ideia de perseguição", disse.

Depois de ter anunciado a exclusão da Folha das assinaturas do Planalto, Bolsonaro chegou a informar que fazia boicote aos anunciantes do jornal.

No fim de novembro, Bolsonaro afirmou em entrevista que "nenhum órgão aqui do meu governo vai receber o jornal Folha de S. Paulo aqui em Brasília. Está determinado".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247