Bolsonaro volta a ameaçar a Globo e diz que a "mamata acabou"

A Rede Globo, que liderou a campanha de propaganda contra o ex-presidente Lula e abriu as portas para a ascensão do neofascismo no Brasil, voltou a ser alvo de Jair Bolsonaro, que, ontem, falou mais uma vez em cassar a concessão da empresa. Além disso, ele sinalizou corte nas verbas de propaganda da emissora dos Marinho

247 – Jair Bolsonaro voltou a atacar a Rede Globo, emissora que foi co-responsável pela ascensão do neofascismo no Brasil, na noite de ontem e disse que "a mamata acabou", sinalizando corte nas verbas de publicidade da emissora. Além disso, ele ameaçou não renovar a concessão da empresa da família Marinho. "Vocês têm que estar arrumadinhos para 2022, hein, eu estou dando o aviso antes!", afirmou.

"Esta foi a terceira vez na semana que Bolsonaro veio a público para criticar a empresa e falar sobre a renovação da concessão. Os ataques tiveram início na terça-feira, 29, depois da veiculação pela emissora de uma reportagem sobre o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra, no Rio, onde Bolsonaro tem casa", informa reportagem de Lidia Formenti e Idiana Tomazelli.

Depois dessa reportagem, Bolsonaro confessou o crime de obstrução judicial e, ainda por cima, tirou sarro das investigações sobre a morte de Marielle Franco.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247