Bonduki diz que Temer destruiu a Cultura

O urbanista Nabil Bonkuki teceu duras críticas às medidas de Michel Temer para a área cultural; "A inviabilidade do MinC era previsível. Quando a democracia é atacada, a primeira área a ser desmontada é a cultura, pois é por meio dela que se forma consciência, espírito crítico e mudança de mentalidades. Sem condições políticas de extinguir o MinC, Temer o inutiliza, pragmática e institucionalmente, com dois objetivos: torná-lo incapaz de desenvolver a política cultural e usá-lo para negociatas", escreve

bonduki
bonduki (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Em sua coluna nesta terça, Nabil Bonduki fez duras críticas à política cultural de Michel Temer.

"Enquanto o governo agoniza, cresce a adesão pelas eleições diretas e as políticas públicas se esfarelam em um ritmo assustador.

Difícil dizer em que área a situação é mais grave. Mas, sem dúvida, a política cultural é simbólica desse desmonte.

(...)

A inviabilidade do MinC era previsível. Quando a democracia é atacada, a primeira área a ser desmontada é a cultura, pois é por meio dela que se forma consciência, espírito crítico e mudança de mentalidades.

Sem condições políticas de extinguir o MinC, Temer o inutiliza, pragmática e institucionalmente, com dois objetivos: torná-lo incapaz de desenvolver a política cultural e usá-lo para negociatas.

A cultura, estratégica para o desenvolvimento de uma nação, se tornou um dos instrumentos para preservar um presidente que perdeu a capacidade de governar."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247