Boulos: Judiciário faz esculhambação com dinheiro público

"Não satisfeitos com o aumento de salário para R$39 mil, setores do Judiciário querem reestabelecer o auxílio moradia com uma nova regulamentação. Isso num país que tem 45 milhões de pessoas na linha da pobreza", postou o líder do MTST no Twitter

Boulos: Judiciário faz esculhambação com dinheiro público
Boulos: Judiciário faz esculhambação com dinheiro público (Foto: Divulgacao/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do MTST e candidato à presidência pelo PSOL em 2018, Guilherme Boulos, criticou duramente a intenção do Poder Judiciário de debater uma possibilidade de retorno do pagamento do auxílio-moradia para juízes. "É uma esculhambação com dinheiro público!", indignou-se.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai votar no próximo dia 18 uma proposta de recriação do benefício para magistrados, cujo pagamento foi revogado no dia 26 de novembro pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, após um acerto com Michel Temer, depois que este sancionou o reajuste do Judiciário de 16,38% a partir de 2019.

"Não satisfeitos com o aumento de salário para R$39 mil, setores do Judiciário querem reestabelecer o auxílio moradia com uma nova regulamentação. Isso num país que tem 45 milhões de pessoas na linha da pobreza", postou Boulos no Twitter.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247