"Brasil tem um presidente louco", diz Merval Pereira

Um dos responsáveis pela ascensão do fascismo no Brasil, o colunista Merval Pereira, do Globo, hoje compara Jair Bolsonaro à Rainha Louca e diz que ele comete crime ao atentar contra a saúde pública

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Colunista do Globo mais próximo à família Marinho, o jornalista Merval Pereira, que foi um dos responsáveis pela ascensão do fascismo no Brasil ao fazer campanha pelo golpe de estado de 2016 e pela inabilitação eleitoral do ex-presidente Lula, hoje afirma que o Brasil é presidido por um louco. "Não é a primeira vez. Tivemos mesmo uma Rainha Louca, Maria I, Rainha do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves.  Já tivemos presidentes considerados loucos. Um tinha olhar de doido, outro se comportava como tal. Mas Delfim Moreira, presidente entre 1918 e 1919, foi o único até agora a ser clinicamente considerado louco. Vice na chapa de Rodrigues Alves, Delfim Moreira assumiu a presidência por causa de sua morte, que teria sido vítima da gripe Espanhola. Mas a loucura de Delfim Moreira era mansa", diz ele, em sua coluna.

"Bolsonaro não sai à rua de fraque, mas provoca mais estragos apertando a mão de incautos. O Código Penal, no seu capítulo III, que trata 'Dos crimes contra a saúde pública', o artigo 268 (infração de medida sanitária preventiva) define como crime 'Infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doenças contagiosas'”, afirma o jornalista.

"A questão da saúde agora é a certeza de que, se demitir Mandetta, o presidente Bolsonaro nomeará alguém que pensa como ele sobre o combate à Covid-19, provavelmente o deputado Osmar Terra, ou o presidente da Anvisa Antonio Barras Torres", aponta ainda Merval.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247