Bruno Boghossian: extremismo bolsonarista é alimentado e protegido pelo Planalto

Colunista Bruno Boghossian também afirma que "o vídeo gravado por Silveira ainda reflete a doutrina bolsonarista". "Para sobreviver, instituições que foram omissas por décadas terão que acordar e reforçar a vigilância"

Bruno Boghossian e Daniel Silveira
Bruno Boghossian e Daniel Silveira (Foto: Reprodução - Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua coluna publicada no jornal Folha de S.Paulo, Bruno Boghossian repercute a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) e afirma que o "extremismo bolsonarista é alimentado e protegido pelo Planalto porque faz parte de um projeto". "Em busca de concentração de poder, Bolsonaro investe na corrosão da confiança nas instituições, trabalha para armar apoiadores contra seus adversários políticos e questiona a legitimidade de processos eleitorais, para ficar em exemplos recentes".

De acordo com o colunista, "ainda que Bolsonaro tenha fabricado uma trégua com o STF e contratado amigos no Congresso, a máquina golpista continua girando. O presidente pode disfarçar, recusar convites para protestos ou mandar para o exílio um ministro que deixa escapar seus desejos autoritários, mas o vídeo gravado por Silveira ainda reflete a doutrina bolsonarista".

"A prisão do deputado é uma ferramenta precária para uma punição necessária. Com boas chances de ser derrubada pela Câmara, a decisão deve ampliar tensões e abastecer os instintos radicais que dão vida ao extremismo político. Para sobreviver, instituições que foram omissas por décadas terão que acordar e reforçar a vigilância".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email