Cantanhêde abraça candidatura Moro com argumento bizarro: 'nunca prendeu um negro pobre'

Jornalista da Globo ignora que Sergio Moro quebrou o País, prendeu o ex-presidente Lula (PT) sem provas para consolidar a vitória de Jair Bolsonaro e se tornar ministro, entre outros crimes da Lava Jato

Eliane Cantanhêde
Eliane Cantanhêde (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Comentarista da GloboNews e autora da frase sobre o PSDB ser um “partido da massa cheirosa”, Eliane Cantanhêde decidiu abraçar a candidatura do ex-juiz parcial da Lava Jato de Curitiba, Sergio Moro, para 2022, com o argumento bizarro de que ele “nunca prendeu um negro pobre”.

Através da Lava Jato, Moro destruiu o país, gerando desemprego e quebrando as cadeias produtivas nacionais. Prendeu o ex-presidente Lula (PT) e se tornou ministro de Jair Bolsonaro. Depois saiu do governo e fez consultoria para empresa dos Estados Unidos que cuidou da crise da Odebrecht e da OAS, que Moro ajudou a quebrar.

Segundo Cantanhêde, na GloboNews, "tudo conspira a favor do Moro". Ela argumenta que a desistência do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), o possível apoio da União Brasil, a filiação do general Santos Cruz ao Podemos (partido de Moro) e a crise nas prévias do PSDB atuam no sentido de favorecer o ex-juiz parcial.

PUBLICIDADE

Segundo a jornalista Hildegard Angel, o comentário de Cantanhêde sobre Moro nunca ter prendido um negro pobre é oportunismo. “Mais respeito com os negros! Vão usá-los pra emplacar ÔMI branco total!”, escreveu no Twitter.

Já o ex-deputado Jean Wyllys respondeu: “Eliane Cantanhede me envergonha. Sua sabujice é nojenta. Impressiona-me a maneira como bajula homens brancos de direita e se presta a mentir descaradamente em favor deles. Ela e Vera Magalhães são farinha do mesmo saco e igualmente: ativistas de direita disfarçadas de jornalistas”.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email